Desabafo da filha de Dr Celso

Ligado . Publicado em Artigos

.Vale a pena ler e refletir.          
 
Prefeito Zé Filho e Dr Celso07 de dezembro de 2017. Meu aniversário e também de longe o PIOR dia da minha vida. Hoje fui visitar meu pai no Presídio de Segurança Máxima de Serrinha...mas antes que vocês pensem que meu pai matou alguém, organizou uma rebelião, ou continuou comandando o tráfico de drogas de onde ele estava cumprindo pena...eu te digo: Ele é um homem que acorda antes das seis da manhã, trabalha até onze horas da noite, continua disponível final de semana, feriados...basta você chegar doente, pedir uma ajuda a ele ou até mesmo dizer "Dr. Celso, me ajude nessa cirurgia, eu não tenho dinheiro". Sem problemas. Ele não se apega a isso.
 
Sou filha e tenho MUITO orgulho de dizer, sou filha de um homem SIMPLES, trabalhador, apaixonado pela profissão, que nunca negou um favor a ninguém por falta de dinheiro, sou filha de um médico com 30 anos de serviços prestados, agenda de cirurgia cheia e muitas vidas salvas, diariamente. Só que nesse dia, 07.12.2017, não foi esse homem que eu vi.
 
Visitando meu pai no presídio de segurança máxima de Serrinha, vi um homem fragilizado, que estava a 18 dias sem ver a luz do sol e nem tomar um ar fresco, trancado numa cela, sem sabonete pra tomar banho, bebendo água da torneira, magro, abatido, algemado, cabeça raspada e muuuito desesperado. Aquela cena eu jamais esquecerei. Ela atormenta minha memória e eu junto com meus irmãos e minha mãe ficamos passando ela o tempo todo na cabeça, os gestos abusivos, aquele homem tão alegre, agora cabisbaixo, choroso, doente, febril, com dores no corpo todo. Aquele homem tão ativo, "CONDENADO" a reclusão, sem ninguém pra conversar, sem poder receber um livro para ler, nem um remédio, nem um banho de sol.
 
Se você já teve a oportunidade de conhecer esse homem de perto, certamente já estará chocado com o que estou descrevendo. Existe justiça nesse País? Então me explica. Como um homem que tem residência fixa, arrimo de familia, sem antecedentes criminais, que trabalha a 500 km do local de onde supostamente ele praticava os crimes, sem risco de continuidade delitiva (já que por LIVRE e espontânea vontade, ou talvez sim..por um pouco de pressão da família, decidiu sair da política e se dedicar novamente ao que mais ama fazer: ser medico)...resumindo, com TODO direito de responder qualquer acusação em liberdade...é CONDENADO a reclusão num presídio de segurança máxima, conhecido como "presidio-castigo", sem nem mesmo ter a oportunidade de uma audiência de custódia para se defender.
 
Ué...mas eu que sou advogada estudei que até que se prove o contrário,  todo mundo é presumivelmente  INOCENTE. Sim, na teoria, pois na prática aquele homem já foi condenado. Então alguém me explica cadê a Justiça nesse país? Ou será que devo acreditar quando me falam em Ditadura do Judiciário, Juízo de Exceção e etc.
 
Quem vai pagar a conta do impacto psicologico que ELE e toda a nossa família estamos passando? Quem vai pagar pela dor que estamos sentindo? Pela impotência diante da abusividade, do absurdo do que tá acontecendo? Quem vai pagar a conta das vidas não salvas por esse homem enquanto destroem a sua vida naquele lugar?
 
Mais uma noite eu e minha família dormiremos dopados para encarar mais um dia de luta, de papéis, expressões escritas como "líder de organização criminosa", desembargadoras sem rosto, letras copiadas e coladas e burocracias para conseguir dar direito a ele para que tenha acesso um livro ou a um remédio. A injustiça é mais dura do que qualquer outra dor. Ela cicatriza e não tem volta.
 
 
"Não tem dó no peito
não tem jeito
não tem coração que esqueça
não tem ninguém que mereça
não tem pé não tem cabeça
não dá pé não é direito
não foi nada, eu não fiz nada disso
e você fez um bicho de sete cabeças".
 
Por sua filha, Dandara Miranda Silva Sousa

Convivendo em Portugal

Ligado . Publicado em Artigos

luiz caePortugal é um país lindo, para qualquer lado que se olhe existe alguma coisa bonita para se admirar. Sempre há mais pra se ver. A natureza, a arquitetura, a comida, tudo. E as gentes portuguesas, ah, as gentes portuguesas são interessantes e belas como tudo em seu país, dá gosto apreciá-las. Os jovens são parecidos com jovens em qualquer lugar do mundo, as crianças são muito inteligentes e é um prazer ouví-las falar, pois elas falam com correção, os adultos são educados e gentis e as pessoas idosas são uma atração à parte.

As pessoas portuguesas mais idosas são fortes e independentes, penso que a maioria delas, pois a gente as vê andando pela cidade, fazendo compras, pagando contas, pessoas de setenta, oitenta anos e até mais. E elas adoram conversar, principalmente as das cidades do interior, mas não só. Se a gente gostar de ouvir, é só puxar conversa. Há muita sabedoria e vontade de se comunicar.

Minha filha Fernanda, que agora mora na França, morou um ano em Portugal e ela e o marido ficaram um mês numa casa pequena no Bairro Alto, em Lisboa, numa rua onde as casas ficam todas umas coladinhas na rua. Depois mudaram para Alfama, que era provisório. E era muito engraçado observar os moradores da casa do lado direito, um casal de idosos. Falavam alto, às vezes parecia que estavam brigando.  A senhora às vezes ficava à janela, com os cotovelos apoiados, a apreciar o movimento da rua. Às vezes falava com o marido dentro da casa. Mas  ele a gente quase não ouvia.

Isso me lembrava que quando andávamos pelas ruas de Lisboa, era muito comum encontrarmos casais de idosos, que deviam sair para fazer as compras da casa, ela na frente e ele atrás. Às vezes ela virava para trás e falava alguma coisa com ele, apontava o dedo para ele e depois seguia em frente e ele continuava a segui-la. Era engraçado, era intressante observá-los, mas era muito bom constatar que, apesar da idade, eles são ativos, são autônomos, eles mesmos fazem quase tudo o que é preciso para a sua manutenção: compras, pagar contas, ir ao médico, etc.  

No Douro, no interior do Peso da Régua, saímos para comprar queijo, pão e vinho, de manhã, e enveredamos por uma vila, perguntamos por uma tasca, um empório, uma padaria, e conversamos com algumas senhorinhas e com alguns senhores. Eles são amáveis e gentis e conversamos muito, ficamos sabendo muita coisa da cultura e do modo de vida daquela região, quase que ficamos para almoçar por ali mesmo. Mas minha mãe tinha ficado na quinta onde estávamos hospedados e, a bem da verdade, tínhamos saído para comprar o café da manhã. Chegamos em casa na hora do almoço.

É extremamente prazeroso conviver com as pessoas simples e autênticas das cidades menores de Portugal. Não que as das outras não o sejam, mas  nas cidades grandes o tempo é mais apertado e, se a gente puxar conversa, as senhorinhas e os senhorinhos adoram bater papo.

 

Por Luiz Carlos Amorim - Escritor, editor e revisor – Fundador e presidente do Grupo Literário A ILHA, que completa 37 anos de literatura neste ano de 2017. Cadeira 19 da Academia Sulbrasileira de Letras. Http://luizcarlosamorim.blogspot.com.br– Http://www.prosapoesiaecia.xpg.uol.com.br

11 perguntas feitas ao Lucifer

Ligado . Publicado em Artigos

foto Wilson Dias1 – LÚCIFER, QUEM O CRIOU?

Lúcifer : Fui criado um ser perfeito pelo próprio Deus, seis mil anos antes da existência do homem. [Ezequiel 28:15]

2 - COMO VOCÊ ERA QUANDO FOI CRIADO?

Lúcifer : Vim à existência já na forma adulta e, como Adão, não tive infância. Eu era um símbolo de perfeição, cheio de sabedoria e formosura, e minhas vestes foram confeccionadas com pedras preciosas. [Ezequiel 28:12 e 13]

3 - ONDE VOCÊ MORAVA?

Lúcifer : No Jardim do Éden, e caminhava sobre o brilho das pedras preciosas do monte Santo de Deus. [Ezequiel 28:13]

4 - QUAL ERA SUA FUNÇÃO NO REINO DE DEUS?

Lúcifer : Como querubim da guarda, ungido e nomeado por Deus, minha função era guardar a Glória de Deus com duas das quatro asas que possuo e, como maestro do coro celeste, conduzir os louvores dos anjos. Um terço deles estava sob o meu comando. [Ezequiel 9:3; 28:14; Apocalipse 12:4] https://www.facebook.com/UniversidadeLivredoSaber/photos/p.1502611736488094/1502611736488094/?type=3

5 - ALGUMA COISA FALTAVA A VOCÊ?

Lúcifer : (reflexivo, diminuiu o tom de voz e respondeu:) Não, nada me faltava! [Ezequiel 28:13]

6 - O QUE ACONTECEU QUE O AFASTOU DA FUNÇÃO DE MAIOR HONRA QUE UM SER VIVO PODERIA TER?

Lúcifer : Isso não aconteceu de repente. Um dia eu me vi nas pedras (como espelho) e percebi que sobrepujava os outros anjos (talvez não a Miguel Arcanjo, o Cristo) em beleza, força e inteligência. Comecei então a pensar como seria ser adorado como “deus”, e passei a desejar isto no meu coração. Do desejo, passei para o planejamento, estudando como firmar o meu trono acima das estrelas de Deus e ser semelhante a Ele. Num determinado dia tentei realizar meu desejo, mas acabei expulso do Santo Monte de Deus. [Isaías 14:13 e 14; Ezequiel 28: 15-17]

7 - O QUE DETONOU FINALMENTE A SUA REBELIÃO?

Lúcifer : Quando percebi que o Altíssimo estava para criar alguém semelhante a Ele, que O chamaria de MEU FILHO AMADO e, por conseqüência, superior a mim, me refiro a Miguel Arcanjo (Cristo); Ele foi criado para servir de modelo para a criação de Adão. Então, não consegui aceitar o fato de reverenciá-lo como meu Superior. Foi aí que manifestei os verdadeiros propósitos do meu coração e, como Pai da Política Partidária, criei um grupo de anjos para fazer oposição a Deus. [Isaías 14:12-14]

8 - O QUE ACONTECEU COM OS ANJOS QUE ESTAVAM SOB O SEU COMANDO?

Lúcifer : Eles me seguiram, e também foram expulsos. Juntos, formamos o império das trevas. [Apocalipse 12:3,4]

9 - COMO VOCÊ ENCARA O HOMEM?

Lúcifer : (com raiva) Tenho ódio da raça humana, que veio 6000 anos depois de mim, e faço tudo para destruí-la, pois eu a invejo, porque o primeiro homem foi criado à semelhança do Altíssimo e do Seu Filho Amado. Eu é que deveria ser semelhante a Deus, e não Adão. [1 Pedro 5:8]

10 - QUAIS SÃO SUAS ESTRATÉGIAS PARA DESTRUIR O HOMEM?

Lúcifer : Meu objetivo maior é afastar os homens de Deus. Eu o estimulo a praticar o mal, e confundo suas idéias com um mar de filosofias. Eu os induzi para fundar religiões cheias de contradições e mentiras misturadas com algumas verdades. Estão ao meu serviço, nas igrejas, meus mensageiros travestidos de líderes religiosos, para confundir aqueles que querem buscar o Altíssimo. Eu os inspiro para que eles preguem a mentira parecida com a verdade, induzindo o homem ao engano e a ficar longe de Deus, achando que está bem perto. E tem mais. Faço com que a mensagem de Jesus pareça uma tolice anacrônica, e estimulo entre eles o orgulho, a soberba, o egoísmo, a inimizade, o adultério e o ódio. Trabalho arduamente para enfraquecer as igrejas, lançando novas doutrinas que causam divisões, desânimo, críticas aos líderes e à própria religião, mágoas, frieza espiritual, avareza e falta de compromisso com a Verdade. Tento destruir a vida dos pastores e dos reformadores da saúde do povo, despertando neles o orgulho e a falta de tempo para Deus. [1 Pedro 5:8; Tiago 4:7; Gálatas 5:19-21; 1 Corintios 3:3; 2 Pedro 2:1; 2 Timóteo 3:1-8; Apocalipse 12:9]

11 - E SOBRE O SEU FUTURO?

Lúcifer : Eu sei que não posso vencer a Deus e, sobretudo, me resta pouco tempo para ser julgado e lançado no lago de fogo que me foi preparado. Eu e meus anjos estamos trabalhando com afinco para levarmos um maior número possível de pessoas conosco, ao lago de fogo. Quanto maior o número de perdidos, menor será o nosso sofrimento no fogo do Eterno; pois, como “bode expiatório”, vamos padecer no fogo pelos pecados daqueles que forem salvos por Jesus, no dia da sua vinda. Os perdidos pagarão pelos seus próprios pecados. [Ezequiel 28:19; Judas 6; Apocalipse 20:10,15]

"Ninguém tem maior amor do que Jesus, de dar a Sua vida em favor dos Seus amigos." João 15:13

"COMO DIZ O ESPÍRITO SANTO: HOJE, SE OUVIRDES A SUA VOZ, NÃO ENDUREÇAIS OS VOSSOS CORAÇÕES." Hebreus 3:7 e 8

Apelo: Você que se diz servo de Deus e seguidor de Cristo, e depois de ler esse relato, deixa de xerocar e repassar essa mensagem aos seus parentes e amigos, tem que verificar se está fazendo mesmo a vontade do Altíssimo!

PREPARE-SE... JESUS ESTÁ VOLTANDO!

 

Texto de Wilson Dias


Decisão libertando Edna, a que ia ser Mãe

Ligado . Publicado em Artigos

encarcerada posta em liberdade porque ia ser mae g“A acusada é multiplicadamente marginalizada:
por ser mulher, numa sociedade machista;
por ser pobre, cujo latifúndio são os sete palmos de terra dos versos imortais do poeta;
por ser prostituta, desconsiderada pelos homens, mas amada por um Nazareno que certa vez passou por este mundo;
por não ter saúde;
por estar grávida, santificada pelo feto que tem dentro de si, mulher diante da qual este Juiz deveria se ajoelhar, numa homenagem à maternidade, porém que, na nossa estrutura social, em vez de estar recebendo cuidados pré-natais, espera pelo filho na cadeia.
           É uma dupla liberdade a que concedo neste despacho: liberdade para Edna e liberdade para o filho de Edna que, se do ventre da mãe puder ouvir o som da palavra humana, sinta o calor e o amor da palavra que lhe dirijo, para que venha a este mundo tão injusto com forças para lutar, sofrer e sobreviver.
          Quando tanta gente foge da maternidade;
quando milhares de brasileiras, mesmo jovens e sem discernimento, são esterilizadas;
quando se deve afirmar ao Mundo que os seres têm direito à vida, que é preciso distribuir melhor os bens da Terra e não reduzir os comensais;
quando, por motivo de conforto ou até mesmo por motivos fúteis, mulheres se privam de gerar, Edna engrandece hoje este Fórum, com o feto que traz dentro de si.
          Este Juiz renegaria todo o seu credo, rasgaria todos os seus princípios, trairia a memória de sua Mãe, se permitisse sair Edna deste Fórum sob prisão.
Saia livre, saia abençoada por Deus, saia com seu filho, traga seu filho à luz, que cada choro de uma criança que nasce é a esperança de um mundo novo, mais fraterno, mais puro, algum dia cristão.
Expeça-se incontinenti o alvará de soltura.“

João Baptista Herkenhoff

Renovação da Vida

Ligado . Publicado em Artigos

OUTXXAOHDPZ2014031717252117032014A primavera está quase no fim e o verão vai chegando, inclemente. O calor está aumentando, as chuvas estão rareando, mas não pense que por causa do fim da primavera, as flores acabam: o jacatirão nativo já explodiu em cores, o jacarandá ainda está pleno de azul, os flamboians estão vermelhos, vermelhos, o ipê ainda faz ilhas de sol, a paineira se veste de flores, a buganvília explode em cores.

Fui, no último final de semana, para o norte do Estado e vi as matas à beira das rodovias em Joinville, São Francisco, Joinville, Corupá, Jaraguá do Sul, ponteadas por várias ilhas de vermelho, quase vinho. São os pés de jacatirão nativo, que começaram a florescer no início deste mês de novembro e vão até janeiro, quiçá fevereiro, espalhando matizes de vermelho e roxo por todos os caminhos, por encostas e montanhas desta terra abençoada da nossa Santa e bela Catarina.

É a natureza anunciando o verão, enfeitando nossos dias mais quentes e avisando que o Natal e o Ano Novo estão próximos. Que a festa maior da cristandade está chegando, que um Menino mágico vai nascer para nós mais uma vez e, por isso ela, a natureza, começa a festejar bem cedo, para que não esqueçamos de festejar também. Para que não esqueçamos de dar as boas vindas ao Menino que vem para o nosso renascimento.

A simplicidade e a singeleza do jacatirão, que traduz toda a natureza que nos cerca, não lhe tiram a beleza e a importância de ser ele o arauto do Menino de Belém, que nos dá o supremo privilégio de nascer em nossos corações em mais este Natal.

Algumas pessoas, cegas de coração, olham mas não veem o jacatirão florido, a sua belíssima florescência. E é preciso olhar e ver. Nossos olhos, perdidos no dia a dia corrido e estressante, não conseguem ver mais a sua beleza. E ela existe neste nosso planetinha azul que insistimos em desrespeitar, não cuidando direito dele. O jacatirão nativo é um grande exemplo, florescendo sem exigir nada em troca, a não ser um relance de nossos olhos.

Outras flores, apesar do calor escaldante que está chegando, também fazem companhia ao humilde e ao mesmo tempo majestoso jacatirão, nesta época do ano, como já enumeramos acima, mas devemos ter esquecido alguma. Então, unamo-nos a Mãe Natureza para prestar nosso tributo ao Menino que chega. Mais uma vez.

Por Luiz Carlos Amorim - Escritor, editor e revisor – Fundador e presidente do Grupo Literário A ILHA, que completa 37 anos de literatura neste ano de 2017. Cadeira 19 da Academia Sulbrasileira de Letras. Http://luizcarlosamorim.blogspot.com.br  – Http://www.prosapoesiaecia.xpg.uol.com.br