Justiça declara Carlinhos Brandão inelegível

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Curaça

carlinO Juiz Adriano Espíndola Sandes da 85ª Zona Eleitoral em sentença datada de sexta-feira, 26 de agosto, mas publicada nesta segunda-feira (29) indeferiu as candidaturas de Carlos Luiz Brandão Leite para prefeito e Fábio do Nascimento Mendonça para vice no município de Curaçá.

Na sentença o Juiz esclarece: “Julgo procedente o pedido constante da presente Ação de Impugnação ao Registro de Candidatura para o fim de DECLARAR a inelegibilidade de CARLOS LUIZ BRANDÃO LEITE, em razão da rejeição de contas por decisão irrecorrível do órgão competente, em decorrência de irregularidades insanáveis que configuram atos dolosos de improbidade administrativa, nos termos do art. 1°, inc. I, alínea g, da Lei Complementar 64/90”.

Na mesma Ação da Justiça Eleitoral indeferiu o pedido de registro de candidatura do vice Fábio Mendonça, ante a inelegibilidade reconhecida em desfavor do candidato a prefeito Carlos Luiz Brandão Leite. Confira:

Curaçá e Uauá apresentam produtos...

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Curaça

indios...da agricultura familiar baiana nas Olimpíadas Rio 2016.

Geleias, doces, compotas, biscoitos, farinha, sequilhos e artesanato indígena, produzidos por agricultores familiares baianos, vão ser expostos na Feira dos Povos e da Biodiversidade do Brasil, durante as Olimpíadas Rio 2016. O evento, que vai ser aberto para convidados nesta quarta-feira (17), ocorre em dois locais de grande circulação com potencial para divulgação e oportunidades de negócios , o Jardim Botânico do Rio de Janeiro (18 a 21) e a Casa Brasil, no Píer Mauá (19 e 20).

Participam da feira associações, cooperativas ou redes de comercialização de indígenas, quilombolas, pantaneiros, povos de matriz africana e de terreiro, extrativistas, pescadores artesanais, entre outras comunidades tradicionais. Na tarde desta terça (16), índios Kiriris, da Aldeia Marcação, localizada no município de Banzaê, Território de Identidade Semiárido Nordeste II, seguiram para o Rio de Janeiro para participar do evento. Também embarcaram representantes da Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc).


O convite para o evento foi uma iniciativa da Secretaria Executiva do Conselho Nacional dos Povos e Comunidades Tradicionais, do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, responsável pela organização da feira. Foram selecionados empreendimentos dos sete biomas brasileiros: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Costeiro e Marinho, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal.

Surpresa

Os índios vão comercializar produtos derivados de mandioca e artesanatos típicos, a exemplo de colares, arcos, flechas, maracas e brincos. O presidente da Associação Comunitária Indígena Kiriri Santo André de Marcação (Aciksam), Reinaldo Mendes, conta que o convite foi inusitado. “Para nós foi uma surpresa porque a gente não esperava participar de um evento tão importante para o Brasil e o mundo. Vamos apresentar o povo Kiriri ao mundo”.

Já a Coopercuc vai expor a linha de produtos Gravetero, doces cremosos de corte e light, sucos, geleias, compotas e polpas de umbu, uma fruta suculenta – rica em sais minerais e vitaminas – típica da caatinga. “Estamos felizes em poder participar do maior evento esportista do planeta, onde pessoas de todo o mundo marcam presença”, afirma a diretora de Comunicação da Coopercuc, Benedita Varjão.

Agroindústria

Os produtos Kiriris são processados na Unidade de Beneficiamento de Mandioca e Fábrica de Biscoitos, localizada na Aldeia Marcação, a 30 quilômetros da sede do município de Banzaê. A unidade implantada pelo Governo da Bahia, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), teve investimento de R$ 4,4 milhões, recursos estaduais e provenientes de acordo de empréstimo com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida). A agroindústria tem capacidade para processar cinco toneladas/dia de raízes, com produção anual de 150 toneladas de farinha, 24 de fécula e dez de biscoitos.

“A participação de empreendimentos econômicos da agricultura familiar, em eventos como a Olimpíadas Rio 2016, é o coroamento justo diante da qualidade dos produtos elaborados pelos agricultores. Nos honra muito poder apoiar essa experiência. A agricultura familiar tem condições de fornecer [produtos]mais saudáveis e com maior qualidade para os baianos e brasileiros”, ressalta o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias.

Coopercuc

Criada em 2004, a Coopercuc é formada por 204 cooperados, a maioria mulheres, que produzem doces e geleias com frutas nativas do sertão. Através da linha Gravetero, a cooperativa vende seus produtos nos mercados mais sofisticados do Brasil, além de exportar para a Itália, França e Áustria. Em julho, o Governo da Bahia inaugurou a agroindústria da Coopercuc. A fábrica deve entrar em plena operação a partir de dezembro, na safra do umbu. Além do beneficiamento de frutas típicas da região – maracujá da caatinga e goiaba -, no local serão comercializados doces, geleias, sucos e até cerveja.

Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)

Flambinho poderá ser o futuro prefeito de Curaça

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Curaça

Flambinho e liderancasNeste domingo (24), em Riacho Seco, distrito de Curaçá, acontecerá o lançamento da pré-candidatura a prefeito de Flamber Feitosa, popular Flambinho, pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

A carreira política de Flambinho começou em 2008 quando foi eleito vereador sendo o candidato mais votado no município. Nesse ano Flambinho, com 18 anos, foi eleito um dos vereadores mais jovem do Brasil. Em 2012, Flambinho tentou a reeleição e conquistou mais uma vez o posto de vereador mais votado em Curaçá.

A sua pré-candidatura a prefeito surge do apoio de amigos, familiares e dos partidos (DEM, PMDB, PSDB, PDT, PSL e PTB) que compõem o bloco de oposição em Curaçá.

“Essa pré-candidatura é um novo desafio. Um desafio de quem quer ver Curaçá crescer em todas as esferas e sair do atraso em que se encontra. Eu sou do interior de Curaçá, venho com a força do interior para mostrar que podemos escrever uma nova história para Curaçá”, ressalta Flambinho.

O lançamento da pré-candidatura de Flambinho terá início às 15h, no Apollo Club, e contará com a presença de várias lideranças comunitárias e políticas da região.

 

Ascom/Flambinho

Caminhada marca Dia da Luta A. em Curaçá

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Curaça

3Na manhã dessa quarta-feira (18), a Secretaria de Saúde (SMS), por meio do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Domingos Rodrigues dos Santos, promoveu uma caminha alusiva ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial, com a participação de pacientes e profissionais do Centro, além de servidores da Secretaria de Ação Social e demais representantes do Governo Municipal. Marcaram presença: a Diretora do CAPS, Rosa Amélia; a Secretária de Saúde, Tamires Brandão; a Secretária de Assistência Social e Cidadania, Juçaria Brandão e a Diretora do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Eleuzina Rodrigues.

A caminhada, pelas principais avenidas da Cidade, teve início por volta das 9h30, sendo organizada por Rosa Amélia. Durante o Evento, os participantes levaram faixas de sensibilização e cartazes, percorrendo a Avenida dos Vaqueiros, em frente ao CAPS, e passando pela Avenida Dr. Pedro Santos Torres. A usuária Lucilene Gonçalves falou sobre o preconceito que ainda existe com os usuários do CAPS. “Somos gente e merecemos atenção de todos, sem preconceito”, disse. Rosa Amélia agradeceu a participação de todos os presentes. “Esse dia é para lembrarmos que antes as pessoas especiais eram tratadas em manicômios, mas com a criação dos Caps podem realizar seu tratamento e serem reinseridos socialmente”, frisou a Diretora. Elieuzina Rodrigues abrilhantou a caminhada com palavras de respeito e carinho aos usuários. “Nós somos loucos por respeito, atenção e cuidado; somos loucos uns pelos outros”, acrescentou Elieusina.

Ao final, a Secretária de Saúde, Tamires Brandão, fez avaliação positiva da Caminhada. “Eventos assim são fundamentais, pois sensibilizam a população a tratar de forma adequada as pessoas que possuem transtornos psicológicos. O CAPS foi criado para atender e mudar o cotidiano de muitos que viviam presos e isolados da sociedade”, ressaltou a Secretária. O Evento foi finalizado por volta das 11h.

Ascom Prefeitura de Curaçá

MPF denunciou o prefeito de Curaçá

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Curaça

Carlinhos Brandão Denuncia CEFO Ministério Público Federal (MPF) denunciou o prefeito de Curaçá (BA), Carlos Luiz Brandão Leite, por crime de responsabilidade devido à apropriação ilegal de recursos da Caixa Econômica Federal (CEF) referentes às parcelas de empréstimos consignados concedidos aos servidores do município. O desvio registrado foi superior a R$ 2 milhões.

O convênio entre a prefeitura e a CEF está em vigência desde 2005 e prevê o desconto dos empréstimos na folha de pagamento dos servidores. Os desvios foram realizados nos períodos de maio a agosto de 2014 e de abril a outubro de 2015, quando não foram efetuados os repasses ao banco.

De acordo com a denúncia do procurador regional da República Alexandre Espinosa, o prefeito Brandão Leite afirmou que, ao obter conhecimento dos atrasos do convênio por meio de ofício encaminhado pela Caixa, procurou a agência do banco para quitar a dívida, o que não ocorreu. A CEF ajuizou ação de cobrança para resolver o caso. Mas, além de não realizar o pagamento dos atrasados, o município continuou descontando os valores dos servidores do município sem o devido repasse.

Caso seja recebida a denúncia, o prefeito de Curaçá (BA) pode pegar de dois a doze anos de prisão, além de ficar impossibilitado de exercer cargo público. O MPF também pede ainda o pagamento integral do valor desviado: R$ 2.007.933,76.

A denúncia aguarda recebimento pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília.

Fonte: Ministério Público Federal da Bahia