Morre o poeta juazeirense Manuca.

Publicado em Juazeiro

IMG 9372Morreu hoje em São Paulo, vítima de um câncer, o poeta e compositor juazeirense Emanuel Almeida, Manuca Almeida, que em 16 de dezembro faria 54 anos. Ele nasceu em Aracaju (SE), mas sempre foi juazeirense.

O poeta foi acometido por um câncer e estava em São Paulo fazendo tratamento. Lutou, bravamente, junto com sua família e sob uma tempestade de orações e vibrações positivas, durante cerca de seis meses, contra a doença, e se libertou.

Foi um desenlace tranquilo desta vida terrena. Uma passagem com a suavidade da sua poesia. Manuca deixa a esposa Lu Almeida, as filhas Dandara, Vitória, Iana, Fernandinha e Ben, seus netos.

"O poeta juazeirense, Manuca Almeida,  artista eclético, Manuca ou Manuquinha (como era popularmente conhecido) também foi ator, inclusive em vários comerciais de TV, e também compositor de músicas como "Meu viver" e "Esperando na janela", ambas tendo co-participação dos forrozeiros Raimundinho do Acordeon e Targino Gondin. Nasceu em Aracaju-SE, mas sempre se identificou como sendo de Juazeiro-BA". Escreveu o jornalista Maurízio Bim.23380082 1673805465975952 2286804034430665519 n

 

Foto: Divulgação

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar