Remanso terá prioridade nos investimentos...

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

...que impulsionam o desenvolvimento

Marcos e o governador Rui CostaEm Juazeiro, nesta segunda-feira (11/07), para participar do ato de lançamento da pré-candidatura a prefeito de Paulo Bonfim e da recepção ao Presidente Lula, o advogado Marcos Palmeira, filiado ao PC do B em Remanso, aproveitou a oportunidade para conversar com o Governador da Bahia, Rui Costa sobre a necessidade de priorizar investimentos que levem desenvolvimento ao município.

Conhecedor do Programa Pró Semiárido, com recursos estimados em 350 milhões para serem aplicados nos municípios do semiárido baiano, Palmeira levou sua preocupação ao governador quanto ao município de Remanso: “Por descaso, Remanso há mais de dez anos está inadimplente e obter recursos do governo estadual e federal é impossível através da prefeitura. O projeto Pró-Semiárido será executado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) por meio da CAR. Sem a interferência política de grupos que sempre direcionam suas ações para o benefício dos amigos. O governador nos garantiu que, a partir do ano que vem, a prefeitura de Remanso terá participação efetiva nas decisões de aplicação dos recursos”.

Palmeira avalia que a falta de credibilidade do grupo político Celso/Zé Filho perdeu credibilidade “por estar sempre do lado conveniente. Não importa o governo, eles sempre se aproximam”, para obter vantagens.

“Há uma mudança efetiva a caminho e Remanso, que nos últimos anos está na contramão da História, terá sua importância regional reconhecida” – afirma Marcos Palmeira.

O Programa Pró Semiárido com R$ 350 milhões em investimentos, vai beneficiar 70 mil famílias de 32 municípios baianos que possuem baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Os recursos serão provenientes de empréstimo com o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida). Entre as ações previstas no Pró-Semiárido estão a construção de agroindústrias, sistemas de abastecimento de água, formação técnica para produtores e atuação em redes de cooperação socioprodutiva.

Por Manoel Leão

Alan Dias aprova proposta de Palmeira

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

Alan Dias ao lado de Marcos Palmeira e familiaresDe visita a Remanso o sanfoneiro Alan Dias, conhecido no sul do Brasil como o Pop do Forró, com cds gravados e uma intensa agenda de shows, fez questão de visitar Marcos Palmeira, pré-candidato a prefeito do PC do B.

“Remanso é uma terra de cultura e tradição. Pena que os gestores deixem morrer as tradições, as festas e a cultura de nossa Remanso” – queixou-se Alan e completa – “Essa visita a Remanso renovou minhas esperanças. Soube, por Marcos Palmeira, que entre as propostas do CP do B está a realização de um Festival Regional da Sanfona. Eu, como um apaixonado pela sanfona, endosso e dou apoio a esta idéia. Daqui até o Piauí temos excelentes sanfoneiros que devem ser valorizados e revelados para o Brasil”.

Marcos Palmeira, agradecendo o apoio renovou o compromisso de contribuir para o resgate das tradições e a valorização da cultura regional: “Remanso é o melhor lugar do Mundo, aqui temos cultura e o mais importante, gente que ama a terra em que nasceu. Quando os gestores dão as costas para o povo, como fizeram nestes últimos doze anos, quem sofre primeiro é a juventude, que já está sem alternativa de emprego e fica sem lazer e cultura”.

Por Manoel Leão

Malhadinha recepciona Marcos Palmeira

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

alegria de quem confia1Malhadinha, a 60 quilômetros da sede de Remanso, é uma comunidade que, em todos os anos reúne o dobro de seus habitantes, em torno de 4 mil pessoas, na festa de encerramento da novena de São Pedro, o padroeiro local.

Comemorado no último dia das festas juninas, 29 de junho, São Pedro, padroeiro também dos pescadores, com devotos entre os mais necessitados, mesmo não sendo a maior das festas juninas, é o mais venerado nas pequenas comunidades do interior do Nordeste, como o caso da Malhadinha.

Neste 29 de junho, com fogueiras ao longo da caminhada, a procissão percorreu todas as ruas da comunidade, com os cânticos católicos, os aplausos ao passar e a devoção explicita nos pés descalços. Entre todos, mil pessoas ao menos, ao longo do percurso, destacou-se a presença do pré-candidato a prefeito Marcos Palmeira (PC do B).

Ainda que em todos os anos tenha participado da procissão, a proximidade das eleições municipais, já acirrada na fase pré-eleitoral, atraiu para Marcos todas as atenções, merecendo, inclusive, por parte do Pároco, no momento da reflexão, a lembrança ‘ que em vinte anos pouco mudou na Malhadinha” e o chamado à responsabilidade da comunidade “votem com consciência e sempre pensando no melhor”.

Com lideranças locais, com pré-candidatos a vereador presentes e o pré-candidato local, Joaquim da Malhadinha (PV), com gente do povo e recepções preparadas em mais de uma residência, Palmeira, em contraponto à ausência ou pouca presença de outro candidato, não deixou a desejar: A cada um o abraço, o renovado compromisso de cuidar das pessoas e  de atender às demandas por água tratada, que ainda hoje, depois de doze anos ininterruptos do mesmo grupo no poder, continua sendo de má qualidade e sem tratamento.

“Não há dúvidas que a escolha de Malhadinha é decisiva” – comenta Nielson Batista (Rede), vereador da cidade – “E pelo que vi hoje aqui na festa de São Pedro, Malhadinha já escolheu”.

Entusiasmado, o único pré-candidato a vereador, morador e integrante da comunidade, Joaquim da Malhadinha (PV), atesta: ‘Nunca vi uma festa com tanta gente e nunca vi tanta gente falando em mudança”

Marcos Palmeira é mais comedido: “Não estamos em campanha, não estou pedindo voto e vim a Malhadinha como sempre venho todos os anos.  Só tenho a agradecer a recepção e todo este carinho que o povo demonstra. Se meu partido assim determinar serei candidato e Malhadinha poderá esperar o melhor do PC do B”.

Por Manoel Leão/Foto: Divulgação

Palmeira acompanha chegada de trator no Jatobá

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

Presidente da ASSociação e Marcos PalmeiraO advogado e pré-candidato a prefeito de Remanso, pelo PC do B, acompanhou, na manhã de sexta-feira, 17/06,  a chegada de um trator agrícola, com todos os implementos doado à Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Jatobá e Arredores, comunidade localizada a 30 quilômetros da sede do município.

“Ficamos muito orgulhosos de poder ter contribuído com a Associação. Temos a certeza que será utilizado de forma a atender a todos” – registrou Marcos Palmeira – “Estamos colocando em prática a política do PC do B, de incentivar o desenvolvimento rural, criar condições de melhoria da vida das pessoas que vivem no campo e atender às comunidades ouvindo suas associações”.

Segundo o presidente da Associação Luiz Moreira de Melo, o trator atenderá à necessidade de mais de 180 famílias na comunidade, garantindo que “associados e não associados terão direito a usar o equipamento”.

Agradecendo “às pessoas que abraçaram a idéia”, o Presidente Luiz Moreira, destacou: “Um por cento desse trabalho eu credencio a mim, que fui buscar e noventa e nove por cento eu credencio aqui ao nosso amigo Marcos Palmeira. Se não fosse essa pessoa, em busca desse ideal, lutar muito mais do que eu, não teríamos conseguido isso hoje. Quero agradecer também ao nosso deputado federal, Daniel Almeida, pois foi através da emenda dele é que conseguimos este benefício”.

A Associação reúne 75 famílias de criadores de caprinos e ovinos, agricultores e apicultores. 

Por Manoel Leão/Foto: Divulgação

APLB discute Educação com...

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

...pré-candidatos a prefeito de Remanso.

Marcos Palmeira e a diretora da APLB de Remanso Irenilda Ribeiro1Surpreendendo pela presença e participação, em um município sem tradição de discutir políticas públicas com candidatos, o Seminário “Qual Educação queremos para Remanso? ” promovido pela APLB Sindicato – Núcleo Remanso reuniu mais de uma centena de professores, autoridades, pessoas da comunidade, candidatos a vereador e alunos da UNIFAN.

Para a Professora Sílvia Castro Silvia, Vice-Diretora da APLB Casa Nova, “o tratamento dado aos professores nas pequenas cidades é humilhante”, lembrando que a maioria trabalha em condições insalubres.

O mesmo tom foi seguido pelos diversos participantes do Seminário, ao falar sobre gestão escolar, merenda, transporte e respeito aos direitos trabalhistas. Uma das exposições mais discutidas foi a questão da atenção à saúde do professor.

A Secretaria de Educação do Município, que não compareceu, mas enviou uma exposição de realizações durante o mandato, defendeu a gestão, reafirmando o compromisso do atual com uma educação inclusiva e participativa. Nenhuma dos professores presentes concordou.

Coube a Paulo Sérgio Nascimento, professor, tesoureiro da APLB de Remanso fazer um diagnóstico preciso da situação da Educação em Remanso. As dificuldades, até do reconhecimento da APLB Sindicato como interlocutor dos professores junto à gestão, o desrespeito à normas de trabalho, o descumprimento do piso e do Plano de Cargos e Salários.

Dos pré candidatos a prefeito convidados compareceram Marcos Palmeira (PC do B) e Tony Ávila (PMDB).

Explicação da Secretaria de educação nao convenceu1Palmeira, fez um histórico de sua participação na política de Remanso, lembrando sua participação na defesa dos professores nos diversos processos e na implantação da APLB em Remanso. Defendeu, seguindo a política do PC do B, eleições diretas para os gestores escolares, com capacitação de gestão para os eleitos; 50% do valor da merenda para ser adquirido da agricultura familiar, com controle efetivo; transparência nos gastos e fortalecimento dos conselhos. Defendeu a melhoria efetiva das condições de trabalho, com capacitação continuada, reforma e modernização dos equipamentos escolares, transporte e respeito ao Plano de Cargos e Carreira.

Respondeu a inúmeros questionamentos das professoras sobre gestão escolar, forma de capacitação, relacionamento secretaria e sindicato e ao responder sobre o papel da oposição na política de Remanso ressaltou que em todas as vitórias dos professores participou ativamente como advogado.

Tony Ávila, sem participação efetiva na história política de Remanso, defendeu propostas mais genéricas. Bateu na tecla da necessidade de se “ouvir os professores para a implantação de políticas públicas” e a “importância da participação da sociedade”.

Ao falar sobre oposição em Remanso justificou seu papel como repórter. Segundo ele a ausência de denúncias é porque o jornalista precisa contar com “a comunidade ao seu lado”, respaldando o fato.

Ao final, a avaliação feita pelos dirigentes da APLB de Remanso foi extremamente positiva: Foi a primeira iniciativa de se discutir política de educação com candidatos que irão gerir a educação a partir do próximo ano, que a discussão tem de continuar e a elaboração da carta da APLB de Remanso contendo indicativos e propostas para o próximo gestor.

A grande ausência, já motivo de memes nas redes sociais e grupos de whatsapp locais, foi a do ex-prefeito, aliado do atual prefeito e candidato mais uma vez, o veterinário e comerciante Jose´Clementino.

Ascom