APLB discute Educação com...

Postado por Luiz Washington . Publicado em Remanso

...pré-candidatos a prefeito de Remanso.

Marcos Palmeira e a diretora da APLB de Remanso Irenilda Ribeiro1Surpreendendo pela presença e participação, em um município sem tradição de discutir políticas públicas com candidatos, o Seminário “Qual Educação queremos para Remanso? ” promovido pela APLB Sindicato – Núcleo Remanso reuniu mais de uma centena de professores, autoridades, pessoas da comunidade, candidatos a vereador e alunos da UNIFAN.

Para a Professora Sílvia Castro Silvia, Vice-Diretora da APLB Casa Nova, “o tratamento dado aos professores nas pequenas cidades é humilhante”, lembrando que a maioria trabalha em condições insalubres.

O mesmo tom foi seguido pelos diversos participantes do Seminário, ao falar sobre gestão escolar, merenda, transporte e respeito aos direitos trabalhistas. Uma das exposições mais discutidas foi a questão da atenção à saúde do professor.

A Secretaria de Educação do Município, que não compareceu, mas enviou uma exposição de realizações durante o mandato, defendeu a gestão, reafirmando o compromisso do atual com uma educação inclusiva e participativa. Nenhuma dos professores presentes concordou.

Coube a Paulo Sérgio Nascimento, professor, tesoureiro da APLB de Remanso fazer um diagnóstico preciso da situação da Educação em Remanso. As dificuldades, até do reconhecimento da APLB Sindicato como interlocutor dos professores junto à gestão, o desrespeito à normas de trabalho, o descumprimento do piso e do Plano de Cargos e Salários.

Dos pré candidatos a prefeito convidados compareceram Marcos Palmeira (PC do B) e Tony Ávila (PMDB).

Explicação da Secretaria de educação nao convenceu1Palmeira, fez um histórico de sua participação na política de Remanso, lembrando sua participação na defesa dos professores nos diversos processos e na implantação da APLB em Remanso. Defendeu, seguindo a política do PC do B, eleições diretas para os gestores escolares, com capacitação de gestão para os eleitos; 50% do valor da merenda para ser adquirido da agricultura familiar, com controle efetivo; transparência nos gastos e fortalecimento dos conselhos. Defendeu a melhoria efetiva das condições de trabalho, com capacitação continuada, reforma e modernização dos equipamentos escolares, transporte e respeito ao Plano de Cargos e Carreira.

Respondeu a inúmeros questionamentos das professoras sobre gestão escolar, forma de capacitação, relacionamento secretaria e sindicato e ao responder sobre o papel da oposição na política de Remanso ressaltou que em todas as vitórias dos professores participou ativamente como advogado.

Tony Ávila, sem participação efetiva na história política de Remanso, defendeu propostas mais genéricas. Bateu na tecla da necessidade de se “ouvir os professores para a implantação de políticas públicas” e a “importância da participação da sociedade”.

Ao falar sobre oposição em Remanso justificou seu papel como repórter. Segundo ele a ausência de denúncias é porque o jornalista precisa contar com “a comunidade ao seu lado”, respaldando o fato.

Ao final, a avaliação feita pelos dirigentes da APLB de Remanso foi extremamente positiva: Foi a primeira iniciativa de se discutir política de educação com candidatos que irão gerir a educação a partir do próximo ano, que a discussão tem de continuar e a elaboração da carta da APLB de Remanso contendo indicativos e propostas para o próximo gestor.

A grande ausência, já motivo de memes nas redes sociais e grupos de whatsapp locais, foi a do ex-prefeito, aliado do atual prefeito e candidato mais uma vez, o veterinário e comerciante Jose´Clementino.

Ascom

APLB de Remanso promove Seminário

Postado por Luiz Washington . Publicado em Remanso

Denise Reges Diretora APLBCom uma programação diversificada, abrangendo desde relações trabalhistas, direito de organização e uma exposição dos pré-candidatos a prefeito da cidade, a APLB de Remanso promove nesta sexta-feira, a partir das 16:00 horas um Seminário sob o tema “Qual Educação Queremos para Remanso? ”

Convidados, o Diretor da APLB de Juazeiro, Professor Gilmar Nery e das cidades de Casa Nova, Sento Sé, Pilão Arcado e Campo Alegre, confirmaram presença. Serão expositores diretores da APLB Estadual e advogado Noildo Gomes do Nascimento, Diretor de Organização da APLB Estadual, Diretora da NR10 em Juazeiro e secretario de educação.

A Diretora da APLB Remanso, agora afastada por conta da pré-candidatura a vereadora, Denise Reges, que teve a iniciativa e Irenilda Ribeiro, a atual dirigente, estão entusiasmadas com a repercussão: “A APLB de Remanso foi criada a pouco tempo, mas já temos o reconhecimento e a credibilidade junto aos professores. Em que pese as dificuldades que enfrentamos, as condições ruins de trabalho do professorado, conseguimos mobilizar os professores”.

“A inciativa da APLB Remanso é uma coisa inédita. Nunca antes se abriu oportunidade para os professores debaterem sua situação funcional, seu papel social e político na comunidade. A discussão aqui se limitava a quem pagava em dia, ao plano de cargos não cumprido. É outro nível! Professores vão ter a oportunidade de entender e conhecer sua real importância” – diz Reges e salienta:

“Esperamos que os pré-candidatos a prefeito atendem ao nosso chamamento. Queremos ouvi-los, saber suas propostas e forma de administrar a educação pública em Remanso. Não dá mais para simplificar: Vote em mim porque pago em dia. Mas, paga quanto, o piso? E o Plano de Cargos? E a ascensão funcional? E as condições de trabalho? E as escolas sem reforma, sem cadeiras? E o transporte escolar? A merenda? Todas são questões que terão de ser respondidas pelos pré-candidatos. Um deles terá a responsabilidade de administrar Remanso a partir de janeiro de 2017 e queremos compromissos!” – Questiona.

Agradecendo efusivamente à UNIFAN e ao Professor Alcides Ribeiro, que apoiou e incentiva, os dirigentes da APLB de Remanso reforçam o convite: “O Seminário é aberto à comunidade, vai discutir temas importantes para o futuro de nossa cidade e todos, estudantes, mulheres, trabalhadores, todos, estão convidados” – explica – “Queremos você lá. É uma oportunidade única, para os professores e comunidade”.

O Seminário acontece nesta sexta feira, a partir das 16:00 horas no auditório da Faculdade Alfredo Nasser – UNIFAN.

PROGRAMAÇÃO

Participação do sistema particular de ensino na construção de uma educação cidadã.

Expositor: Professor Alcides Ribeiro Diretor da Universidade Alfredo Nasser Mediadores: Direção Escola Vitória Régia /Direção Escola Girassol

Participação da Comunidade no Processo de Educação.

Expositora: Maria Célia Gomes Pinheiro Vice-Diretora da Escola Coronel Olímpio Campinho Professora da Rede Estadual

Propostas para a Educação em Remanso

Expositores: José Clementino de Carvalho (Zé Filho) / Marcos Palmeira / Tony Ávila (Pré Candidatos a prefeito de Remanso)/Celso Silva e Souza Prefeito de Remanso.

Expositora: Maria Célia Gomes Pinheiro Vice-Diretora da Escola Coronel Olímpio Campinho Professora da Rede Estadual

Encerramento

Carta da APLB Remanso.

Uma realização da APLB Sindicato Núcleo de Remanso

Marcos Palmeira leva alegria e esperança

Postado por Luiz Washington . Publicado em Remanso

a comunidades do interior de Remanso.Marcos Palmeira Neguinho e Nisso na Salina do Brejo na entrega do poço

As comunidades de Salina do Brejo, Espinheiro e Barreiro de Sinvá, receberam no último final de semana poços artesianos instalados, com vazões superiores a 7 mil litros de água boa e que irão atender a mais de 200 famílias nestas comunidades.

Com recursos provenientes de emendas parlamentares do Deputado Daniel Almeida (PC do B), os poços são comunitários e foram entregues pelo dirigente do PC do B de Remanso, Marcos Palmeira, que também é pré-candidato a prefeito: “o Deputado Daniel Almeida não frustrou as esperanças das comunidades” – diz Palmeira – “Não é um trabalho eleitoreiro, não foram perfurados estes poços para atender cabo eleitoral. São de propriedade das comunidades e vão servir para atender a população e animais. Ainda sobra água para as pequenas plantações ”.

Quem aplaudiu a iniciativa foi Nisso, comunitário em Salina do Brejo: “Daniel e Marcos são a salvação desse povo! Salina do Brejo agradece demais aos dois”

Por Manoel Leão

Prefeito de Remanso reclama derrota da Seleção

Postado por Luiz Washington . Publicado em Remanso

Seleção de remansoA derrota da Seleção de Remanso ontem, domingo, 05/06, jogando com um time inexpressivo de São Raimundo Nonato, Piauí, o PM Construções, jogou por terra até os bons modos do Grupo que governa a cidade nestes doze últimos anos.

“O que eu vi aqui hoje não foi jogador que tem amor à camisa! O jogador que tem amor à camisa eles perdem com dignidade” – explodiu o Prefeito Dr. Celso.

Para ele, que financiou o time com recursos da prefeitura durante estes anos, “as coisas de bastidores que vocês não sabem” foi o que levou à derrota: “Eles são jogadores da seleção, tem de defender a camisa por vitória e não vir aqui reivindicar prêmios por vitória! ”

Outra história de bastidores, contada pelos jogadores é a exigência feita ao atual prefeito, por “quem manda de verdade”: “Celso esse negócio de Seleção tem de dar certo! Apostei nisso e você sabe como é importante que a gente ganhe!”. O problema é que não sobrou dinheiro nem para o salário dos servidores e nem para o prêmio dos jogadores.  Isso é contado por 10 entre 10 jogadores, duvidando das contas do prefeito.

Acostumados a receber prêmios a cada jogo, que desta vez não saiu, revolta geral e o resultado foi o desastre de domingo. Durante todo o jogo a Seleção de Remanso não marcou, não tirou bola do adversário e pouco chutou a gol, sempre sem oferecer risco. Ao final, com um empate, perdeu nos pênaltis, ainda segundo o próprio Celso “porque quis”.

A competição regional começou com 30 times da Bahia e Piauí, sendo dois de Campo Alegre de Lourdes, um de Casa Nova e a Seleção de Remanso. Os outros de cidades do Piauí.

Remanso está fora e o sonho de embalar a campanha com vitória foi enterrado junto com a derrota neste domingo.

Da Redação/Foto: Divulgação

Decreto gera revolta ao remansenses

Postado por Luiz Washington . Publicado em Remanso

Nova sede do SAAE RemansoRemanso faz jus ao nome: Tranquila e calma, muito pouco é manchete, salvo pelas estripulias de seus gestores, que nem sempre se comportam, na gestão da coisa pública, como deveriam.

As ruas andam agitadas. Os grupos de conversa no WhatsApp e nas páginas de redes sociais tem um assunto que bate recorde: O decreto 1578/2016 do prefeito criando vinte e cinco novas multas, sempre em valores com três dígitos, para quem descumprir determinações do SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Remanso.

Tem multa para quem estende sua ligação dentro de casa sem avisar ao SAAE, tem multa para o “desperdício” de água e taxa diferenciadas para religações e ligações: se a rua for calçada é 260 reais, se for asfalto 300 e se for terra 160.

Tem multa de todos os tipos e formas e até um novo escritório, onde funcionou até bem pouco tempo a sede do PMDB e que é de propriedade do vice-prefeito.

Não conseguimos localizar o vice-prefeito, que segundo informações na prefeitura, estaria “despachando no SAAE”. O prefeito, na sua clínica, justifica o aumento de forma simples: “Herdei uma autarquia como SAAE completamente falida. Conseguimos manter em funcionamento, com dificuldade, mas com a crise foi necessária esta regulamentação para coibir as ligações clandestinas”.

O “herdei” do prefeito é dito com mágoa e de imediato tenta reformular. Afinal a herança foi do prefeito anterior que ele apoia para sucedê-lo: “Não disse herdei, a verdade é que o crescimento da cidade criou dificuldades para Zé Filho (o prefeito que o antecedeu e que quer ser seu sucessor), que não teve dinheiro para fazer ampliação da rede, aí sobrou para nossa gestão”.

Nas ruas o sentimento é outro: “Não tem água o dia inteiro. Cai de pouquinho à noite e logo vai embora” – Reclama Eurundina Passos na Quadra X. “Falta de manhã, de tarde e de noite; Quero é ver o SAAE vir aqui cobrar multa” – ameaça José Luiz Pereira, morador da Área Industrial e dispara dois sonoros palavrões.

Enquanto isso o facebook, o whatsapp e todas as redes fervilham. O grupo “SAAE vende vento e cobra caro”, já chegou ao limite e o seu administrador, que não quer se identificar, diz que o grupo já gerou dois ou três filhotes: “Tem o grupo “SAAE, tô sabendo pra onde o dinheiro vai! ” e o “SAAE: Banho só de vento” e outros”.

Um funcionário da empresa terceirizada, responsável pelos cortes e fiscalização das novas multas, explica que “não é bem assim”: “Dr. Antonio Moura já determinou que os cortes e as multas só aconteçam depois dele identificar as pessoas. Não vai ter multa desse jeito que as pessoas estão dizendo”.

Algumas multas do Decreto 1578/2016: Multa IX, se você deixar de efetuar manutenção na caixa de esgoto: 150 reais. Iniciar projeto (?) sem comunicar ao SAAE: 300 reais. Não precisa nem ligar. É só iniciar! Essa é a multa XIII. Tem multa para todo gosto.

Por Manoel Leão/Foto: Divulgação