Zé Filho pode sim, ser candidato.

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

thumbsDurante toda a pré-campanha Zé Filho e sua coligação foram atacados por seus adversários políticos que insistiam que o mesmo não seria candidato tentando enfraquecer as bases de sua candidatura. A alegação de que em 2008 o parecer do TCM recomendava a rejeição das contas de Zé Filho seria o trunfo dos opositores para propagar aos quatro cantos da cidade que o mesmo estava inelegível.

Na tarde dessa quarta-feira (10) de agosto uma decisão do Supremo Tribunal Federal decidiu que compete a Câmara Municipal julgar as contas do prefeito e ao Tribunal de Contas cabe apenas atuar como órgão auxiliar, emitindo parecer prévio e que esse parecer só deixará de prevalecer por decisão de dois terços dos membros da Câmara de Vereadores, no caso as Contas de José Clementino de Carvalho Filho foram aprovadas por unanimidade pelos vereadores de Remanso. Com essa decisão o STF esclareceu a dúvida criada, ZÉ FILHO é candidato.

“Acabou o discurso da Mentira, agora quero ver o que eles vão inventar sobre nossa campanha, eu conheço seu jogo rasteiro e sujo tentando enganar o povo da nossa querida Remanso” desabafou Zé Filho em sua rede social, ao tempo em que comemorava a decisão e convocava sua militância para a luta.

 

Por Mara Cristina/Foto: Divulgação

Adolfo Viana dedica moção a Remanso

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

Adolfo Viana dedica moção a Remanso

Adolfo VianaO deputado estadual Adolfo Viana (PSDB) apresentou, na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, moção de congratulações em que homenageia o município de Remanso pela passagem dos seus 116 anos de emancipação política.

Elevado a condição de cidade em 9 de agosto de 1900, Remanso, localizado na Mesorregião do Vale do São Francisco, com distância aproximada de 720 km da capital baiana, tem sua história originada no começo do século XVII quando o território integrava a sesmaria Conde da Ponte, e com a fertilidade do solo e a pesca do local, já no final do século foi formado o Arraial de Nossa Senhora do Remanso, que anos mais tarde foi transformado em cidade.

Com mais de 42 mil habitantes, a cidade de Remanso tem a economia voltada para a agricultura, pecuária e para a pesca. Ao final da moção, o parlamentar se congratula com a população, a Prefeitura e Câmara dos Vereadores, desejando desenvolvimento econômico e social para a cidade.

 

Ascom Dep. Adolfo Viana

PC do B realiza Convenção em Remanso

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

Marcos Palmeira e a alegria da vitóriaNem os carros de som com mensagens desmobilizando o Povo, nem as publicações adulterando a determinação judicial, nem o calor ou o horário, conseguiram esvaziar as Convenções dos dez partidos que se constituíram na Coligação “Chegou a Hora de Mudar” realizada no começo desta tarde, 05 de agosto de 2016, em Remanso.

Foram pronunciamentos de compromisso, a saudação da chegada de novos partidos e novos aliados, como o Vereador Doutor, Presidente da Câmara; o entusiasmo de velhos combatentes como Vavá Costa e a alegria de milhares de pessoas lotando um espaço estimado em quase dois mil metros quadrados.

A presença do Deputado Zó (PC do B), saudado como “a força, a voz e a coragem do povo sertanejo”, as mensagens do Professor Alcides da UNIFAN e dos Deputados Federais Daniel Almeida (PC do B) e José Carlos Araújo (PR) agitaram os presentes; a fala do Prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho, mostrando a diferença entre as administrações da velha política e a da sua cidade, administrada pelo PC do B.

“Recebi Juazeiro com apenas duas obras em convênio com o Governo Federal, inadimplente e sem nenhum projeto. Hoje Juazeiro já entregou 11 mil casas do Minha Casa Minha Vida e foi campeã nacional em geração de emprego e renda no último mês de junho. Marcos Palmeira será um prefeito do PC do B para administrar como administramos. ”

O Deputado Zó falou de seu trabalho, da sua dedicação e do empenho que terá, juntamente com os deputados pertencentes aos partidos da Coligação para garantir a Marcos Palmeira um governo de sucesso, empreendedorismo e realizações em Remanso: “A hora de mudar é agora! ”, arrematou.

Falaram os presidentes dos partidos coligados, o ex-vice-prefeito Hugo Regis e o ex-prefeito Renato Rosal, aplaudido e o Vereador Humberto Santos, filiado ao PC do B e “um guerreiro a favor do povo”.

Vavá Costa, combatente, valente, lembrou das mazelas causadas por “gestores que saquearam os cofres públicos” e da diferença entre o palanque da Mudança e o outro lado e o Vereador Manoel Oliveira, da alegria de estar ao lado de Marcos Palmeira nesta caminhada rumo à vitória.

Didático, reconhecido e aplaudido, o vice-prefeito da chapa de Marcos Palmeira, Flávio da UNIFAN, chamou a militância à ação: “A responsabilidade de cada um é sair daqui e transformar-se em um agente da Mudança, em um multiplicador deste sentimento que percorre o povo de Remanso”

Pouco depois das 14:00 horas, com a quadra da Sociedade Operária lotada, com energia a vibração depois de duas horas, a multidão saudou Marcos com o grito: “Mudança Já”.

Marcos Palmeira falou de seu esforço, da experiência que tem, dos apoios e da força política que representa na Bahia e no Brasil. Reiterou seu compromisso de Mudar Remanso e do abandono da cidade e a certeza da vitória.

Marcos

Ascom/Foto: Divulgação

PSD realiza Conveção em Remanso

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

d7fe6c69 65a5 4ea2 83f1 7c21589a97d1Dia 5 de agosto foi o último dia para a realização das convenções partidárias.  Em Remanso o PSD realizou a sua convenção para homologar as candidaturas do candidato a prefeito Zé Filho e a vice João Neto, e dos vereadores do município. O evento aconteceu no antigo Clube Ranoa, que fica localizado na avenida Piauí. Todos os partidos (PSD, PT, PMB, PSL, SD, DEM, PSDB e PHS) da coligação estiveram presentes.

Cumprindo a portaria do Juiz Eleitoral da 67 Zona eleitoral de Remanso, a convenção foi realizada com os portões fechados. Ainda assim, muitas pessoas compareceram e prestigiaram o lançamento dos nomes dos candidatos.

6a2444d8 8129 420d 8b3d 2c7942d7032e

 

Da Redação: Foto: Divulgação

Marcos Palmeira contra baixaria

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Remanso

Marcos Palmeira indignado com caluniasEntra na Justiça contra baixaria

Marcos Palmeira,  pré-candidato a prefeito de Remanso pelo PC do B deu entrada, na tarde desta sexta-feira em duas “Notícias Crime” para coibir as ofensas e baixarias difundidas por “agentes do mal” nas redes sociais.

Na representação ao Promotor de Justiça da Comarca, Marcos Palmeira relata a “divulgação em massa nas redes sociais” de “banners informativos alterando a realidade fática do seu conteúdo, ou seja, se aproveitando dos logotipos do referido pré-candidato para alterar e inserir conteúdos diversos do teor original”.

O noticiado, identificado pelo número do telefone e alcunha nas postagens, segundo o advogado de Marcos Palmeira, incorreu no Artigo 298 (Falsificação de documento),  no Artigo 299 (Inserir declaração falsa em documento público ou particular), no Artigo 138 do Código Penal (Calúnia) e nos Artigos 139, 140 (Difamação e Injúria), e no 141 já que os crimes foram cometidos “por meio que facilita a divulgação”.

Para Marcos Palmeira, “a disputa eleitoral é um momento onde deve prevalecer o debate de ideias e as propostas. Aproveitar-se desse momento democrático, conquistado com luta, para difamar e caluniar merece o mais veemente desprezo do Povo de Remanso”.

Marcos Palmeira diz “estranhar” atitudes “que vem se tornando rotina” entre os “adversários da Mudança e os agentes da velha política”: “Há um desespero patente nos atos que cometem dia a dia. Agridem pessoas do povo, ameaçam, se utilizam da máquina, manobram para se aproveitar de atos sindicais ou de associações. Sabem que o Povo irá derrota-los e perderam a compostura e agora a civilidade”.

“Nossa ação jurídica tem dois objetivos” – Explica Palmeira – “O primeiro didático. O Povo de Remanso é civilizado, educado, democrático e decente. Estes agentes do mal, fichas sujas, querem amedrontar. Mostramos que o medo nunca poderá vencer a esperança. O segundo motivo é coibir. Os agentes que subscrevem estes atos terroristas, mesmo eles, são massa de manobra, inocentes úteis, que precisam ser advertidos do mal que causam”.

Ascom/Foto: Divulgação