Projeto de lei beneficia Agentes Comunitários...

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sento-sé

Agentes Comunitariosde Saúde e de Combate às Endemias em Sento-Sé

Em sessão extraordinária realizada na manhã do dia 11, o plenário da Câmara de vereadores de Sento-Sé aprovou por unanimidade, o Projeto de Lei n° 352/2016, de autoria do Poder Executivo, que trata da criação de 93 (noventa e três), cargos de Agentes Comunitários de Saúde e 30 (trinta) de Agentes de Combate às Endemias, todos lotados na estrutura da Secretaria Municipal de Saúde, todos submetidos ao regime Jurídico Administrativo Estatutário. De acordo com o projeto, os ocupantes dos empregos públicos de Agentes Comunitários de Saúde e de Agentes de Combate às Endemias, que tenham ingressado no emprego mediante processo seletivo público ou na forma da emenda Constitucional n° 51/2006, tem assegurado o direito a serem providos e efetivados nos cargos criados.

No caso especifico dos ocupantes dos cargos de Agentes de Combate às Endemias, que ingressaram nos empregos mediante o processo seletivo público n° 01/2014, também tem direito a serem providos e efetivados nos novos cargos, uma vez que submetidos a regular processo de seleção pública, conforme Lei Municipal n° 172/2008.

Além do presidente da casa vereador Moacir Martins dos Santos, defenderam e votaram pela aprovação do projeto, os seguintes vereadores: Rudival Caetano, Hilton Muniz, Darles dos Santos, Denis Almeida, Cida Pesqueira, Zé do Rufino e João Borges. Os demais parlamentares não compareceram à sessão, más justificaram as ausências.

Depois da votação os agentes agradeceram a iniciativa do Poder Executivo Municipal e festejaram a vitória com os parlamentares. Os nossos representantes na câmara municipal corresponderam à nossa confiança, por isso reconhecemos o esforço de cada um que veio nos proporcionar esse triunfo, agradeceu um dos manifestos.

 

Ascom

Sento-Sé lança edital para escolha do Hino Oficial

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sento-sé

sentoseA prefeitura Municipal de Sento-Sé lançou edital de concurso público n° 01/2016, para eleger a composição musical que será instituída como Hino oficial do município. A canção deverá representar a comunidade, tornando-se um símbolo para os Sento-Seenses.

A escolha do Hino é uma das ações que integram a Campanha de aniversário dos 184 anos de emancipação política do município, que acontecerá no próximo dia 06/07. A proposta é que a composição manifeste o espírito cívico, reafirmando a importância da preservação das tradições, culturas, belezas naturais, povo, origem, economia e projeção do futuro do município; revelar e exaltar através da arte musical, a expressão mais forte e viva dos aspectos históricos e culturais do território.

A criação da letra do Hino do Município de Sento-Sé deverá ser efetuada a partir da referência geo-histórica, atendo-se no poema, o quanto possível, às citações sobre a trajetória histórica, com enfoque nas origens, fauna, flora, solo, produtividade, aspectos econômicos e sociais, observando-se que não haja promoção de individualidades e particularidades não expressivas nessa história.

O Concurso será dividido em 03 (três) fases distintas, assim distribuídas: Inscrições; seleção da letra e música; apresentação da letra e música vencedora à sociedade. O Hino do município será registrado em cartório como Patrimônio Público.

 

Acesse aqui o edital do concurso.

 

Sento-Sé se prepara para a festa do padroeiro

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sento-sé

igreja sentoseA comunidade católica de Sento-Sé já está ultimando os preparativos para o festejo de São José, padroeiro da cidade, que acontece tradicionalmente de 10 a 19 de março, na igreja matriz. Serão dez noites de louvor e adoração dedicadas ao santo protetor.

Durante o novenário serão realizadas missas, procissões, alvoradas, noites culturais, leilões, apresentações de grupos religiosos, entre outras atrações. Padres da diocese de Juazeiro vão se revezar para fazer as celebrações.

A solenidade de abertura acontecerá no dia 10, com alvorada, procissão saindo da igreja do bairro do Tombador e missa campal, na praça da matriz.

O líder da igreja católica em Sento-Sé, pároco João Borges, destacou que esse ano o festejo traz um sentimento de fé mais forte, já que o ponto alto da festa (19) se confunde com a semana santa, o período sagrado dos católicos. Temas como a campanha da fraternidade, a violência, a fome e a corrupção serão abordados pelos pregadores. Estima-se que mais de dez mil pessoas participem das comemorações ao padroeiro.

Diógenes Torres toma posse em Sento-Sé

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sento-sé

diogenesO novo secretário de Obras e Serviços Públicos de Sento-Sé, Diógenes Torres da Silva, tomou posse nessa terça-feira, 01 de março. Aos 58 anos, formado em administração, Diógenes tem vasta experiência no serviço público, foi vereador e secretario municipal em pelo menos duas outras ocasiões.

Ele ocupa a vaga deixada por Rozalvo de Almeida Silva, e assume com a proposta de dar continuidade ao plano municipal de infraestrutura e desenvolvimento urbano, e acelerar a conclusão de diversas obras que estão em andamento.

Com o prazo de desincompatibilização chegando ao final (02/04), outros secretários deverão deixar os cargos para se candidatarem a cargos eletivos nas eleições de Outubro.

O decreto de nomeação do novo secretário foi publicado na pagina do Diário Oficial dos Municípios, dessa quarta-feira (02/03).

Conflito agrário deixa clima tenso em Sento-Sé

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sento-sé

img oneO clima está tenso no interior do município de Sento-Sé, Norte da Bahia, por causa de um conflito agrário envolvendo 57 produtores rurais da região das Lagoas, distrito de Amaniú, e o latifundiário Dr. José Neto. De acordo com os trabalhadores há alguns meses o fazendeiro resolveu cercar toda a extensão de terra que vai desde a extremidade do povoado Pedra Branca até a comunidade de Caititu, num raio de mais de 25 km, fechando de vez os acessos ás pequenas propriedades, e deixando os produtores encurralados. Com tratores esteira escoltados por jagunços, o fazendeiro teria ordenado a derrubada da vegetação para fazer variantes, desrespeitando limites de mais de cinquenta anos, relatou um dos colonos. Para impedir o avanço das máquinas, semana passada os camponeses ameaçaram atear fogo no fazendeiro e nos tratores, caso os serviços não parassem. Temendo uma tragédia de grandes proporções, o latifundiário recuou, mas deixou claro que vai fazer a ocupação a qualquer custo.

Preocupados com a situação, os produtores convocaram uma reunião na última sexta-feira (26), na fazenda sossego, com a presença do prefeito Ednaldo Barros e de dois procuradores do município, para mediarem o conflito.

Em apoio aos agricultores, o prefeito Ednaldo Barros assegurou assistência jurídica gratuita e um recadastramento imobiliário rural com georreferenciamento das pequenas propriedades, para legitimar perante a justiça, a propriedade, posse e uso da terra.

Os produtores denunciaram que estão sendo coagidos por autoridades policiais de Sento-Sé, por isso, estabeleceram procuração aos advogados para formulação de queixas junto ao Ministério Público, Juizado de Direito, Secretaria da Segurança Pública e Ministério da Justiça.

Na fazenda Barra, os moradores não aguentaram a pressão e já abandonaram as casas. Os agricultores José Moreno, José Lealdo, Zé de Ozeias, Florisvaldo Almeida, Carlos Alberto, Valdomiro Reis, Frank França, José Gomes, João Barbosa, Rosalvo Almeida e Zé Carlos Damasceno, garantem que as propriedades são legitimas e que a ação do fazendeiro mais parece um surto psicótico. A terra é nossa, dela não vamos desistir, desabafou Zé de Ozéias.

Fonte: sentosenoticias