Sobradinho adquire nova frota

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sobradinho

Prefeitura de Sobradinho adquire nova frota com recursos próprios

DSC 0624A Prefeitura de Sobradinho, através da Secretaria de Administração e Finanças, entregou hoje à população sete novos veículos que vão integrar a frota do município, agilizando os diversos serviços prestados a comunidade nas áreas de educação, saúde, infraestrutura, entre outros. 

São cinco veículos modelo "Palio" e dois do tipo "Strada", que custaram  R$35.719,00  e R$ 44.795,00 respectivamente e foram adquiridos através de processo licitatório e já devidamente pagos ao fornecedor.

Além, dos veículos comprados, a Prefeitura contratou mais um veículo modelo "Corola", todo equipado para funcionar como viatura e que foi doado ao Pelotão da Polícia Militar para intensificar o trabalho de prevenção e combate ao crime, garantindo mais segurança aos cidadãos e cidadãs de Sobradinho.

"Em nome da Polícia Militar, queremos agradecer a Prefeitura de Sobradinho por esta importante doação que vai auxiliar bastante o nosso trabalho de policiamento ostensivo e rondas no município. O apoio da gestão municipal é fundamental para que possamos prestar um serviço de qualidade à população, atendendo as suas necessidades. Contamos agora com três viaturas e este suporte da Prefeitura demonstra que o município faz valer a máxima de que a segurança é um dever de todos", declarou o Capitão PM Kennedy, Comandante do Pelotão em Sobradinho. 

Segundo o Secretário de Administração e Finanças, Raimundo Moura, esta conquista foi fruto da aplicação justa e correta dos recursos públicos e de um processo licitatório eficaz e transparente que oportunizou a participação de todos os fornecedores " Nos planejamos, fizemos economia e por determinação do Prefeito Luiz Vicente Berti nos debruçamos sobre este objetivo e, com muito empenho, capitalizamos uma reserva para revitalizar a frota do município, que já estava bastante desgastada e com vida útil ultrapassada. Vamos devolver sete veículos contratados, o que significa economia para o município.  Conseguimos comprar os veículos com preços abaixo da tabela e através desta negociação, fruto de uma licitação publicada nos veículos de comunicação oficiais e da região, utilizamos o recurso público com responsabilidade e para atender as necessidades da população, esclareceu o Secretário.

DSC 0680O Prefeito Luiz Vicente Berti, presente no ato de entrega dos veículos, não escondia a emoção com esta conquista e declarou: "Foi uma promessa de campanha que estamos cumprindo agora, depois de ter sanado a crise financeira deixada por gestões anteriores, que sacrificou, inclusive, os servidores. Resgatada a credibilidade do nosso município, Sobradinho vive um novo momento em todos os setores. A aquisição de sete veículos com recursos próprios, neste momento em que os municípios brasileiros passam por sérias dificuldades, é uma prova do planejamento administrativo e da austeridade desta gestão com os recursos públicos. Não foi feito nenhum convênio com os governos estadual ou federal. Esses veículos vão otimizar, agilizar os serviços à nossa população. E com a contratação de uma viatura para a PM , vamos sanar os problemas de segurança que vinham acontecendo ultimamente. Com mais uns veículos nossos policiais terão melhores condições de trabalho", ressaltou Luiz Vicente Berti.

A população recebeu a nova frota em clima de festa e comemoração " O município ganha e seu povo também. Essa frota é uma conquista para todos nós, é patrimônio municipal e mostra o compromisso da gestão com a população", revelou o pintor Francisco de Assis dos Santos.    

 

Ascom            

Sobradinho cria Fórum de Mobilização

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sobradinho

Secretaria de Educação de Sobradinho cria Fórum de Mobilização Social pela educação

DSC 0104Depois da realização do dia "D" de mobilização social que aconteceu, simultaneamente, em todas as escolas municipais de Sobradinho, a Secretaria de Educação convidou representantes dos diversos seguimentos da sociedade para dialogar sobre a importância da participação de todos na melhoria da educação. 

O encontro aconteceu ontem, 1, na sede do Sinserb e contou com a participação do Prefeito Luiz Vicente Berti, secretários municipais e parceiros da educação no município. 

Como parte do plano de ação foi constituído um Fórum de Mobilização Social que reúne comunicadores, empresários, profissionais da educação e da saúde, políticos, líderes comunitários, formadores de opinião, entre outros parceiros que foram convocados a dar sua contribuição à educação em Sobradinho, com o objetivo de garantir a permanência das crianças e adolescentes na escola e  melhorar o processo ensino aprendizagem.

" Através deste Fórum poderemos fazer com que a educação alcance sua função social. Nosso objetivo é conscientizar as famílias e a sociedade sobre a importância de cada um neste processo de melhoria da educação. Saímos daqui felizes com a adesão e esperamos que este Fórum ajude o município de Sobradinho na busca de soluções e no avanço da educação" declarou Dulcilene Kestering, Secretária e Educação.      

 " O problema da evasão escolar ainda é uma realidade que preocupa os municípios brasileiros. Em Sobradinho não é diferente. Por isso convidamos a sociedade para colaborar com o município no sentido de estimular o ingresso e permanência dos alunos na escola, contribuindo assim para a melhoria do ensino aprendizagem. Que os pais se empenhem mais e acompanhem a vida escolar dos seus filhos. Que a sociedade também abrace esta causa. Todos nós somos responsáveis. Do comerciante, ao agente de segurança das escolas, pais, agentes de saúde, todos podemos assumir esse papel e adotar a causa da educação", esclareceu Luiz Vicente Berti.

Para nortear as ações de cada um dos participantes nesta mobilização, a Secretaria de Educação produziu uma cartilha informativa que foi entregue aos parceiros. 

 

Ascom

Situação do Rio São Francisco

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sobradinho

“Situação do Rio São Francisco é desesperadora”, alerta Lídice da Mata

DSC07925AA senadora Lídice da Mata (PSB-BA) fez, nesta segunda-feira (1º),  um alerta para a situação que passa o Rio São Francisco com as obras de transposição, iniciadas há sete anos e com atraso de pelo menos outros quatro. Nesta quarta-feira (3), serão realizados atos em favor do Rio em todo o Nordeste pela passagem do Dia Nacional em Defesa do São Francisco.  

Ao citar reportagem feita pelo jornal O Estado de Minas, Lídice comparou o Velho Chico a um paciente agonizante em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Com problemas como poluição e assoreamento, o rio agoniza em praticamente todos os estados por onde passa. Recentemente, uma mancha escura surgiu em trechos da Bahia e Sergipe, comprometendo o abastecimento em algumas regiões.

Para a senadora, o Governo Federal tem que – mesmo com ajuste fiscal – viabilizar recursos para a recuperação do Velho Chico. “É preciso entender que o São Francisco é prioridade. Não da para empurra esse problema com a barriga. A situação é desesperadora”, disse Lídice da Mata.

Segundo trecho da reportagem do jornal O Estado de Minas, “o São Francisco definha a uma velocidade que surpreende os mais pessimistas e a transposição, apresentada como panaceia para matar a sede no Nordeste, não apenas avança a passos trôpegos, como zomba de sertanejos, ao lhes negar acesso até à pouca água que tinham antes do início da obra”.

Os repórteres do periódico percorreram 3.500 quilômetros entre Minas, Bahia e Pernambuco, para uma série de reportagens que será veiculada ao longo dessa semana.

“São milhares de famílias agonizando junto com o rio, perdendo suas pequenas lavouras e deixando animais e até os filhos com sede”, contou a senadora.

Projeto de autoria de Lídice prevê revitalização da Bacia do Velho Chico

Lídice é autora do Projeto de Lei do Senado (PLS) 86/2015, que institui normas para a revitalização da bacia hidrográfica do Rio São Francisco. Um dos itens é a criação de um fundo para a recuperação do Velho Chico.

Além da recuperação do rio, Lídice está estudando um outro projeto, com a sugestão de criação de um corredor ecológico ao longo do São Francisco, como forma de preservação ambiental e como forma de estimular o turismo.

Lídice disse ainda que em 2014 foram aplicados R$ 136 milhões, quando o total previsto era de R$ 245 milhões. “O programa existe, mas suas ações se mostram insuficientes para dar conta da realidade que vemos hoje”, disse a senadora.

 
Gabriel Carvalho
Jornalista

Campeonato Sobradinhense

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sobradinho

Campeonato Sobradinhense de Futebol movimenta o Apolônio Sales

DSC 0440O Campeonato Sobradinhense de Futebol está movimentando o comércio no Estádio Apolônio Sales, que além de palco da competição esportiva, está também possibilitando a venda de diversos produtos pelos comerciantes informais.

Durante as partidas, os ambulantes faturam com a venda de lanches e bebidas, aumentando a renda familiar.

Eles demonstram satisfação com a iniciativa da Prefeitura de resgatar o campeonato e revitalizar o estádio.

Satisfação também para os dirigentes das equipes, jogadores e torcedores que estão comparecendo aos jogos nas tardes de sábado.

Através de uma parceria com a Rádio São Francisco FM as partidas estão sendo transmitidos, ao vivo.

"Fizemos esta parceria para divulgar ainda mais nosso futebol, valorizando a prata da casa.  A transmissão dosDSC 0442 jogos pela rádio agregou muito ao campeonato e o torcedor que não puder comparecer ao estádio, pode acompanhar as partidas e comentários dos locutores na comodidade de casa. Mas convidamos os amantes do futebol para irem ao Apolônio Sales, que já se transformou em um ponto de encontro aos sábados", ressaltou Téo Mossoró, Secretário de Turismo, Esporte e cultura.

No último sábado jogaram: São Paulo 02 x 01 Flamengo e São Caetano 02 x 0 União.

As finais do campeonato acontecerão no dia 28 de junho.

 

Ascom

Grupos debatem as lutas por Terra

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Sobradinho

Grupos debatem as lutas por Terra e Território na Bacia do São Francisco

IMG 7329Na tarde do segundo dia (29 de maio) do IV Encontro Popular da Bacia do São Francisco, foram realizadas rodas de conversa sobre Terra e Território, um dos eixos de atuação da Articulação São Francisco Vivo.

Quatro grupos debateram as experiências de algumas comunidades no processo de retomada de seus territórios e lutas por permanência em suas terras.

O primeiro grupo relatou as experiências do povo indígenas Kariri-Xocó, de Alagoas, que lutam há 10 anos pela sua terra e estão em processo de retomada e regularização de seu território, e do quilombo Brejo dos Crioulos, no norte de Minas Gerais, que tem parte de suas terras dominadas por latifundiários.

Outro grupo apresentou as experiências dos Caraíbas, comunidade localizada no município de Pedras de Maria da Cruz-MG e que foi expulsa por fazendeiros, Barra do Parateca, no oeste da Bahia, próximo ao município de Carinhanha, que têm o território em processo de regularização fundiária, e Brejão dos Negros, no município de Brejo Grande/SE aguardam demarcação e titulação do território.

Durante a discussão, os grupos apontaram que o Estado é um dos causadores da maioria dos conflitos e apontaram como propostas a ocupação de órgãos públicos.

A experiência dos pescadores de Sobradinho/BA, que sofrem com os impactos da construção de barragens e dos Fundos e Fechos de Pasto de Correntina/BA, que enfrentam a grilagem de terra e pistolagem, foi apresentada pelo terceiro grupo.

Já o último grupo apresentou a experiência e propostas das comunidades da Ilha do Jegue, território pesqueiro do Baixo São Francisco que conseguiu concessão de uso, mas não de moradia, e a comunidade de fundo de pasto Areia Grande, no município de Casa Nova/BA.

Os grupos reconheceram a contribuição da Articulação São Francisco Vivo no processo de conscientização da revitalização do Rio com a presença do povo, nas lutas de enfrentamento e resistência e na elaboração de oficinas que proporcionaram conhecimento acerca dos direitos dos povos e de como denunciar os abusos. Para os participantes da oficina, a SFVivo incentivou à consciência ambiental popular e proporcionou a troca de informações entre as comunidades.

De acordo com o coordenador da Articulação, Ruben Siqueira, um dos grandes papéis da SFVivo é justamente favorecer o intercâmbio entre as comunidades: “A Articulação é capaz de dar visibilidade e trabalhar a articulação política e a formação política, mas enfrentamos um problema na intermediação das comunidades com as autoridades”, disse.

Os outros eixos de atuação da Articulação como Enfrentamento a Projetos do Capital, Revitalização e Consolidação da Articulação serão discutidos nos próximos dias do Encontro, que vai até o dia 31 de maio, no Centro de Treinamento de Líderes, em Bom Jesus da Lapa/BA.

Leia mais:

Henrique Cortez faz análise de conjuntura da bacia do Rio São Francisco

 
Lidiane Borges/DRT-BA 3375
Articulação Popular São Francisco Vivo
Assessoria de Comunicação