Curtas & Boas 21/08

Publicado em Curtas & Boas

O cantor e compositor Raimundo Fagner criticou, segundo ele, do formato estrangeiro do programa  “The Voice”, da Globo. Para ele, o reality show é um “veneno para a música brasileira”, que “não estimula a música brasileira porque todo mundo tem de cantar em inglês”. 

Fagner também disse se sentir apunhalado pelo senador Aécio Neves (PSDB), para quem fez diversas campanhas eleitorais, e cobrou do tucano que lhe peça desculpas pessoalmente por ter “pisado na bola”. O artista se refere às acusações de corrupção e lavagem de dinheiro contra o presidente afastado do PSDB na Operação Lava Jato.

Fagner contou que tem uma relação de amizade com o político mineiro e que, por confiar nele desde o início de sua carreira política, sempre “emprestou” seu trabalho a Aécio. “Aécio não apenas me decepcionou, mas foi muito triste. O que eu me envolvi com ele, o que eu acreditei. Para mim, foi uma punhalada. Eu não merecia isso porque emprestei o meu respeito. Aécio me deve desculpas pessoalmente”, declar