Curtas e Boas 24/07

Publicado em Curtas & Boas

Concurseiros, podem se preparar. O Ministério do Planejamento autorizou concurso para o preenchimento de 300 vagas permanentes de fiscais agropecuários e de 300 postos temporários para médicos veterinários. A meta é reforçar a fiscalização sanitária no país, serviço realizado pelo Ministério da Agricultura. Os salários iniciais devem ser de R$ 13.166.

A decisão de ampliar o quadro de fiscais e médicos — todos classificados como analista fiscal agropecuário — decorre da crise que vive o serviço sanitário no país. O Brasil está perdendo mercados importantes para a carne bovina, como os Estados Unidos, por suspeitas de doenças devido à fiscalização deficiente.

A fragilidade do sistema sanitário foi exposta por meio da Operação Carne Fraca, deflagrada em março último pela Polícia Federal. Descobriu-se, ali, que fiscais recebiam propina para liberar a comercialização de produtos estragados. Somente a JBS, conforme depoimento de Joesley Batista, pagava “mensalinhos” de até R$ 20 mil aos servidores.

O governo vem fazendo um amplo trabalho de divulgação da carne brasileira. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, faz um périplo pelo mundo para tentar derrubar barreiras que foram impostas à carne nacional depois da Carne Fraca. Nos últimos dias, esteve nos Estados Unidos. Ele acredita que o mercado norte-americano para o produto brasileiro será reaberto em 60 dias.

O Ministério da Agricultura tem reclamado, sistematicamente, da falta de fiscais. Muitos profissionais se aposentaram nos últimos anos ou estão em idade de saírem da ativa. Isso torna a fiscalização mais frágil, o que foi colocado por vários dos parceiros comerciais do Brasil.

O Planejamento reconhece que o momento é de aperto orçamentário, mas ressalta que há áreas do serviço público que precisam ser reforçadas. Uma delas é a de fiscais agropecuários. Outra, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), para a qual foi autorizado concurso com 300 vagas.

Diante da premência de se reforçar o quadro de fiscalização do Ministério da Agricultura, a perspectiva é de que o edital para o preenchimento das 600 vagas seja publicado ainda neste segundo semestre, para que a seleção ocorra até o fim do ano.

Curtas e Boas 18/07

Publicado em Curtas & Boas

O senador Fernando Bezerra Coelho e o seu filho, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, aumentaram o nível de pressão na cúpula nacional do PMDB em Brasília para tomar do deputado Jarbas Vasconcelos, definitivamente, o controle do partido em Pernambuco. Dissidente do núcleo governista e já na defesa aberta pela investigação do presidente Temer, no processo que tramita na Câmara dos Deputados, Jarbas está na lista dos que podem ser expulsos do PMDB.

Diante da real ameaça, Fernando pai e filho já estiveram propondo a transferência da tutela do PMDB de Jarbas para o grupo, num primeiro encontro com o presidente da legenda, senador Romero Jucá (RR), e nos últimos dias com o presidente Michel Temer. Dissidentes no PSB, partido que orientou a bancada a votar também pela autorização da investigação, senador e ministro engordaram o olho pelo PMDB porque, além de ser o maior partido do País, criaria em Pernambuco um novo ambiente para a legenda prosperar com vistas às eleições de 2018.

Como a permanência no PSB, para o grupo, não interessa mais, devido aos conflitos de interesses, a grande jogada agora seria arrebatar o PMDB das mãos de Jarbas, um histórico na legenda, mas que vem, ao longo dos anos, em posições divergentes com a cúpula nacional. Temer já tratou do assunto com Romero Jucá e ambos, certamente, devem sofrer mais pressões neste intervalo de tempo em que é aguardada a votação da investigação de Temer pelo plenário da Câmara. 

Fonte: Magno Martins
 

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciaram na tarde de hoje (18) que vão recorrer da decisão do juiz federal Sérgio Moro, que não acolheu os argumentos apresentados pela defesa nos embargos de declaração após ter condenado o petista a nove anos e meio de prisão. Nesta fase do processo, as apelações são encaminhadas à segunda instância, no caso o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Em nota assinada pelo advogado Cristiano Zanin Martins, a defesa do ex-presidente questionou trechos do despacho de Moro publicado hoje de manhã. “Este juízo jamais afirmou, na sentença ou em lugar algum, que os valores obtidos pela Construtora OAS nos contratos com a Petrobras foram usados para pagamento da vantagem indevida para o ex-presidente”, escreveu o juiz. Para Martins, a frase é uma prova de que Sérgio Moro "criou uma acusação própria, diferente daquela apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF)". O advogado defende que há falta de correlação entre a sentença e a acusação — o que, segundo ele, "revela a nulidade da decisão" de condenar Lula.

Martins disse ainda que Moro, ao reconhecer que os valores obtidos pela OAS nos contratos com a Petrobras não foram usados para beneficiar Lula, mostrou ter errado ao admitir a estatal como assistente de acusação no processo. "Mostra, ainda, manifesto equívoco ao condenar Lula a reparar 'danos mínimos' ao reconhecer que o ex-presidente não foi beneficiado com valores provenientes dos três contratos envolvendo a petrolífera que estão indicados na denúncia", diz a nota da defesa. Com informações da Agência Brasil.

Curtas e Boas 14.07

Publicado em Curtas & Boas

Paulo Câmara quer reparar erro de 2015 (Por Edmar Lyra)

Na formatação do secretariado no final de 2014, o governador Paulo Câmara cometeu um equívoco de avaliação que foi a raiz de toda discórdia entre ele e o senador Fernando Bezerra Coelho, eleitos pela mesma chapa em outubro de 2014. Paulo ficou magoado com os supostos movimentos de Fernando junto com João Lyra Neto tão logo ocorreu o acidente com Eduardo Campos no intuito de inverter a chapa, que não se confirmou, e não deu a secretaria de Desenvolvimento Econômico que havia sido alinhavada com Fernando.

A turma do deixa disso já falou para o governador não fazer política olhando pelo retrovisor e ele foi convencido a procurar o senador para uma conversa olho no olho para dirimir qualquer aresta, que deverá ocorrer amanhã durante o Pernambuco em Ação em Petrolina. Há quem afirme que o governador está cogitando reparar a avaliação equivocada que fez em 2015 e abrir um espaço importante para o grupo do senador. Paulo lembrará que não fez óbice a candidatura de Miguel Coelho pelo PSB em Petrolina e também fará um mea culpa por ter permitido os movimentos que tentaram melar a ida de Fernado Filho para a esplanada dos Ministérios.

Além desta sinalização clara de que quer contar com o senador em seu palanque, também entrará no circuito nacional para que haja uma decisão do PSB no intuito de arquivar todos os processos de expulsão contra deputados que votaram a favor da reforma trabalhista, incluindo o ministro Fernando Filho. No Palácio tem muita gente defendendo a reaproximação do governador com o senador e principalmente formalizar claramente uma oferta tentadora ao grupo do senador, que seria disponibilizar o cargo de vice-governador na chapa de reeleição ao ministro de Minas e Energia Fernando Filho.

Em se confirmando o movimento e o senador concordando com a ideia, o governador espera acabar com qualquer rumor de que Fernando Bezerra Coelho ou Fernando Filho seriam postulantes ao cargo dele, e consequentemente neutralizar qualquer possibilidade de esvaziamento do PSB. Após resolver o PSL, os Queiroz de Caruaru e os Coelho de Petrolina, o governador terá mais tranquilidade para buscar outros atores importantes da Frente Popular que estariam insatisfeitos com o Palácio.

Ciclovias – A Prefeitura do Recife e o Governo de Pernambuco anunciam, na tarde desta quinta-feira, duas medidas que visam tornar o Recife uma cidade cada vez mais estruturada para os ciclistas. O prefeito Geraldo Julio e o secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, detalham a ampliação da rede complementar de rotas cicláveis da cidade, com a implantação de duas novas ciclofaixas permanentes na cidade, em Jardim São Paulo e em Santo Amaro e o novo Bike PE, sistema de compartilhamento de bicicletas da Região Metropolitana do Recife, que ganhará um formato inovador e inédito no Brasil, com novas estações e novos modelos de bicicleta.

Sentimento – O sentimento que há dentro do PSDB é claro de que haverá a manutenção de Antonio Moraes no cargo. Do ministro Bruno Araújo, passando pelos deputados Daniel Coelho, Guilherme Coelho e Terezinha Nunes, bem como os prefeitos, ninguém quer que Elias Gomes assuma a presidência estadual do PSDB, apenas parte da militância, que não tem votos no diretório, que se reuniu ontem, quer o ex-prefeito no cargo. Segundo um tucano de alta plumagem, ou Elias aceita ou pede desfiliação do partido.

Andando – A vereadora do Recife Marília Arraes (PT) vem realizando intensa agenda nos quatro cantos de Pernambuco com o objetivo de fortalecer sua pré-candidatura a governadora em 2018. Recentes pesquisas que apontam a neta de Arraes com seis a nove pontos e a reunião com Lula deram um grande fôlego para Marília se animar a andar.

Casa Civil – Há um movimento em Brasília dando conta de que se Rodrigo Maia herdar o mandato de Michel Temer, Mendonça Filho trocaria de pasta. Sairia do MEC onde vem fazendo um extraordinário trabalho para assumir a Casa Civil, que é uma pasta eminentemente política que lhe daria uma dimensão ainda maior.

RÁPIDAS

Melhores – De acordo com um levantamento feito recentemente, os prefeitos Anderson Ferreira (PR) de Jaboatão dos Guararapes e Demóstenes Meira (PTB) de Camaragibe possuem a melhor avaliação de todo o estado de Pernambuco. Ambos foram eleitos derrotando máquinas poderosas em 2016 e saíram muito fortalecidos das urnas.

Bomba – Informações de bastidor dão conta que muito em breve será deflagrada uma grande bomba envolvendo a prefeitura de São Lourenço da Mata. Quem teve acesso ao que foi levantado disse que é coisa cabeludíssima e deixará a atual gestão em péssimos lençóis, podendo ensejar até cassação de mandato.

Inocente quer saber – Quando a “alma mais honesta” do Brasil será condenada em segunda instância?

Curtas & Boas 10/07

Publicado em Curtas & Boas

Juazeiro

O ex-prefeito e pré-candidato a deputado federal assumido, Isaac Carvalho, foi figura presente em todos os eventos do Governador Rui Costa na região norte do estado. Com a proximidade do pleito, em 2018, Isaac Carvalho vem demonstrando apetite eleitoral para buscar apoios e tentar expandir sua atuação para os municípios da região.

Em Senhor do Bonfim, Casa Nova e Juazeiro o ex-prefeito esteve sempre na primeira fila ao lado de Rui.

Durante visita do governador, Isaac fez elogios à atuação de Rui Costa e assumiu a condição de interlocutor dos municípios da região: “Rui Costa tem dado uma atenção especial a nossa região, tive acompanhando ele em Senhor do Bonfim, inaugurando diversas obras, serviços e convênios, acompanhei o governador  em Casa Nova e hoje em Juazeiro entregando unidades de saúde, ordens de serviços e isso é muito importante”, declarou.

Presença muita próxima da gestão em Juazeiro, onde ocupa função no primeiro escalão, Isaac considerou acertada a implantação de uma Policlínica para atendimento regionalizado e considerou acertada a manutenção da Caravana da Cidadania, implantada em seu governo e seguida pelo aliado Paulo Bonfim: A Policlínica foi um tema discutido com os prefeitos do Consórcio do Território do São Francisco. “Vai trazer diversas melhorias  no serviço de saúde em Juazeiro e região e o prefeito Paulo Bonfim ter mantido a Caravana da Saúde, levando atendimento às comunidades foi uma ideia acertada”, pontuou.

Isaac Carvalho parece não estar querendo nem saber de onde o voto vem. Em Santana do Sobrado, na entrega do Título de Cidadã casanovense da empresária Lara Secchi,Isaac chegou a pedir voto até ao ex-prefeito Wilson Cota do PMDB.

Cota disse que já tinha um compromisso com Lúcio Vieira Lima, o irmão de Geddel, “mas que não vou lhe atrapalhar”, e Isaac, brincando falou: “Não precisa todos, vamos dividir, então esses votos”!

 

Daqui a pouco tem mais. Aguarde!

Curtas & Boas

Publicado em Curtas & Boas

Nacional

A Justiça Federal encaminhou ao presidente Michel Temer as 22 perguntas feitas pela defesa do ex-deputado Eduardo Cunha no processo sobre suspeitas de corrupção envolvendo o Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS). Cunha é réu no processo sob acusação de recebimento de propina de empresas interessadas em recursos do fundo. Até o início da noite de hoje (5), no entanto, o Palácio do Planalto não havia registrado a entrada do documento no protocolo.

Nas perguntas, os advogados de Cunha perguntam se Temer teve conhecimento de vantagens indevidas para liberação de financiamento do FI-FGTS. O presidente também é questionado se indicou o sucessor de Moreira Franco, Joaquim Lima, em uma vice-presidência da Caixa; e se participou de alguma reunião para tratar de doação de campanha das eleições de 2010, 2012 ou 2014.

A defesa do ex-deputado perguntou ainda se Temer conhece os executivos Léo Pinheiro (ex-presidente da construtora OAS) e Benedicto Júnior (ex-presidente da Construtora Odebrecht). O ofício com as perguntas saiu da Justiça Federal no Distrito Federal ontem, nas mãos de um oficial de Justiça.

Temer foi arrolado como testemunha de Cunha no processo, assim como o ex-presidente Lula. O petista depôs ontem, por meio de videoconferência, na sede da Justiça Federal em São Bernardo do Campo (SP), e disse desconhecer influência do ex-deputado no fundo.

Confira as 22 perguntas enviadas por Cunha a Temer:

1 – Vossa Excelência foi presidente do PMDB em que período?
2 – Vossa Excelência foi apontado como o responsável pela nomeação do Sr. Moreira Franco para a vice-presidência da Caixa de Fundos e Loterias. O senhor era o presidente do PMDB à época? Quando foi isso?
3 – Em 2010, Moreira Franco teve que deixar a Caixa, para ocupar a representação do PMDB na coordenação da campanha presidencial. Vossa Excelência indicou o então gerente de Moreira, Joaquim Lima, como seu substituto?
4 – Vossa Excelência conheceu o Sr. André de Souza, representante até 2012, no conselho FI-FGTS, dos trabalhadores, do PT?
5 – Vossa Excelência fez alguma reunião para tratar de pedidos para financiamento com FI-FGTS, junto de Moreira Franco e André de Souza? Se sim, quando? Com quem?
6 – Vossa Excelência conhece Benedicto Júnior e Léo Pinheiro?
7 – Vossa Excelência participou de alguma reunião com eles e Moreira Franco para doação de campanha para os pleitos eleitorais de 2010, 2012 ou 2014?
8 – Se a resposta for positiva, estava vinculada a alguma liberação do FI-FGTS?
9 – André de Souza participou de alguma dessas reuniões?
10 – Onde se deram essas reuniões?
11 – Joaquim Lima continuou como vice-presidente da Caixa, em outra área, a partir de 2011. Quem foi o responsável pela sua manutenção?
12 – Vossa Excelência conheceu Fábio Cleto?
13 – Teve alguma participação na sua nomeação?
14 – Houve interferência do então prefeito Eduardo Paes visando à aceleração do projeto Porto Maravilha para as Olimpíadas?
15 – Vossa Excelência teve conhecimento de alguma vantagem indevida, seja na época de Moreira Franco, seja posteriormente, para liberação de financiamento do FI-FGTS?
16 – Vossa Excelência conhece Henrique Constantino? Esteve alguma vez com ele? Qual foi o tema? Tinha a ver com algum assunto ligado ao financiamento do FI-FGTS?
17 – A denúncia trata da suspeita do recebimento de vantagens indevidas do consórcio Porto Maravilha (OAS, Carioca e Odebrecht), da Haztec, da Aquapolo e Odebrecht Ambiental, Saneatins, Eldorado Participações (Grupo JBS), Lamsa (Linha Amarela S.A.), Brado, Moura Debeux, BR Vias. Vossa Excelência tem conhecimento, como presidente do PMDB até 2016, se essas empresas fizeram doações a campanhas do PMDB? Se sim, de que forma?
18 – Alguma delas fez doação para campanha de Gabriel Chalita em 2012?
19 – Se positiva a resposta, houve a sua participação? Estava vinculada à liberação desses recursos da Caixa no FI-FGTS?
21 – Vossa Excelência tem conhecimento de algum pagamento de vantagem indevida pelo Sr. Benedicto Júnior a Moreira Franco para liberação de financiamento do FI-FGTS à Odebrecht Transportes para associação no Porto de Santos?
22 – Vossa Excelência tem conhecimento de qualquer vantagem indevida solicitada ou recebida pelo Sr. Moreira Franco para liberação, no âmbito do FI-FGTS, em qualquer projeto, incluindo o Porto Maravilha?

Fonte Agência Brasil