O período chuvoso

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Notícias

O período chuvoso

 

 

 

Para a matéria A Notícia do ValeO período chuvoso do Sertão é justamente entre janeiro e abril. No entanto, as previsões para o primeiro quadrimestre de 2016 eram bem desanimadoras – segundo aApac, em documento emitido em 2015, a expectativa era de um ano ainda pior que 2015, quando a estiagem excedeu os 300 dias em alguns municípios e foi ampliado o prazo da pior seca em mais de 40 anos. A situação é semelhante em outras áreas do Sertão do Nordeste – na Bahia e no Piauí, pelo menos dez cidades mudaram o estado de emergência pela seca pelo status de emergência por conta das chuvas. 

 

 

De acordo com o meteorologista da Apac Roberto Pereira, o fenômeno que causou chuvas se aproxima do Sertão de Pernambuco, o que pode significar fortes precipitações. A probabilidade de granizo, no entanto, foi minimizada, uma vez que a formação vertical necessária para que se formem as pedras de gelo começou a se dissipar. 

 

 

De uma forma ou de outra, o cenário do Sertão começa a mudar. As chuvas trouxeram comemorações por parte da população. Jacqueline Rodrigues, por exemplo, fez um registro impressionante de um cenário no Sertão do São Francisco, contrapondo as realidades verificadas nos dias 18 de dezembro de 2015 e 18 de janeiro de 2016 e o contraste impressiona.

A imagem foi divulgada pelo grupo Caminhos do São Francisco, no Facebook. 

 

 

Um mês separa as duas fotos. Em janeiro de 2016, o sertão foi abençoado com chuvas e está assim: todo verde. A caatinga é um bioma exclusivamente brasileiro que se adapta aos períodos de longas secas. Dessa forma, as plantas se caracterizam por terem raízes praticamente na superfície do solo para absorver o máximo de água da chuva. Com 1 semana de chuva, a paisagem muda rapidamente. As árvores cobrem-se de folhas e os animais voltam a engordar.

 

Fonte: Caminhos do São Francisco

 

Fotos: Jacqueline Rodrigues

 

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar