MP abre inquéritos para apurar tragédia de Janaúba e ajudar vítimas

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Nacional

20171006145447426542aMinistério Público de Minas Gerais quer estruturar equipe para presentar assistência médica e psicológica às famílias afetadas. Inquérito também investigar circunstâncias do crime.
 
O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) instaurou inquéritos para apurar fatos relacionados à tragédia em Janaúba e garantir assistência material e psicológica às famílias das vítimas da ação de Damião Soares, de 50 anos, que incendiou a creche Gente Inocente.
A intenção é que se estruture uma missão interdisciplinar, com viés médico e psicológico, para auxiliar a recuperação física e emocional das pessoas diretamente afetadas. A Coordenadoria da Infância do Norte de Minas também instaurou procedimento para fazer levantamento dos danos e apurar necessidades.
Um estudo social será feito para avaliar a situação familiar das crianças afetadas. Também será investigado se o vigia era portador de alguma doença ou transtorno mental que impediria o exercício da função na creche. Em junho de 2014, o vigia compareceu à Promotoria de Justiça de Janaúba com a finalidade de informar que suspeitava de que sua mãe adicionava substâncias tóxicas à sua comida.
O estudo social solicitado pelo MPMG, contudo, apontou que o núcleo familiar era regular, mas que ele apresentava disfunção de consciência. O órgão vai apurar se houve falha do poder público quanto à avaliação e tratamento do problema identificado. As condições do imóvel onde funciona a creche também será alvo da investigação.
 
braziliense/Foto: Divulgação

Mulher mantida em cárcere privado, pede socorro em caderno escolar

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Nacional

carcertMantida em cárcere privado e ameaçada pelo marido, uma mulher de 36 anos conseguiu ser resgatada pela polícia depois de escrever um pedido de socorro no caderno da filha de 6 anos, que seguia para a escola, nesta sexta-feira, 6, em Sorocaba, no interior de São Paulo. "Preciso de ajuda. É caso de vida ou morte, estou correndo perigo", escreveu a mulher no caderno de tarefas que seria examinado pela professora. A menina é portadora de necessidades especiais.

O marido, de 39 anos, que não teve a identidade divulgada, foi preso com base na Lei Maria da Penha. O casal reside no Jardim Refúgio, na zona oeste da cidade, e estava junto havia seis meses. A mulher contou à polícia que ele tomou seu celular, a chave da casa e não a deixa sair. A vítima relatou que já sofreu agressões e uma tentativa de estrangulamento. O homem também se muniu de uma faca e ameaçou matá-la.

Na mensagem escrita no caderno escolar da filha - enteada do suspeito -, ela coloca um número de telefone e pede à professora que entre em contato com seu filho, que mora em outra casa.

"Por favor, é urgente. Ligue nesse número, é do meu filho. Passe esse endereço para ele. Pede para vim (sic) acompanhado de alguém, é caso de vida ou morte. Estou correndo até risco de vida", diz o texto.

Ao chegar à casa, os policiais foram atendidos pelo suspeito. Ele negou a denúncia e tentou convencer os policiais de que tinha havido um mal entendido.

Chamada para explicar a situação, a mulher, que estava nos fundos da casa, acabou relatando as ameaças. O suspeito foi levado ao plantão da Polícia Civil e, depois de ser ouvido pelo delegado Pedro Dalboni, foi autuado em flagrante por violência doméstica, cárcere privado e ameaça. A mulher e a filha estão recebendo assistência do serviço municipal de apoio às mulheres em situação de risco.

Agência Estado/Foto simulação

Univasf aprova concessão de títulos Doutor “Honoris Causa pra Lula

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Nacional

lula niedeA Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), publicou oficialmente em suas redes sociais, a informação da última Sessão Ordinária, realizada na sexta-feira (29), quando aprovou a concessão de dois títulos Doutor “Honoris Causa”. Serão homenageados com o título de honra a arqueóloga e fundadora da Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham), Niède Guidon, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O pedido da concessão do título a Niède Guidon foi apresentado pelos servidores técnico-administrativos em educação Jarbas Amarante, Patrícia Mariano e Célia de Souza. A arqueóloga brasileira, entre outros feitos, é a responsável pela criação do Parque Nacional da Serra da Capivara, que batiza o Campus da Univasf, localizado na cidade de São Raimundo Nonato (PI).

Os professores João Alves do Nascimento Junior e Lino Marcos da Silva apresentaram ao Conuni a proposta de concessão do título ao ex-presidente Lula. A proposta teve por base as contribuições do ex-presidente à interiorização do ensino superior no Brasil e à consolidação da Univasf. A data da entrega dos títulos aos homenageados ainda será marcada.

A concessão do título de Doutor “Honoris Causa” na Univasf é regulamentada pela Resolução Nº 4/2016 do Conuni, que estabelece os critérios para a homenagem. De acordo com a Resolução, o título pode ser concedido “a personalidades nacionais ou estrangeiras, não pertencentes à Univasf, que tenham contribuído, de modo notável, para o progresso das ciências, letras, artes ou cultura e aos que tenham beneficiado de forma excepcional à humanidade, ao país, ou prestado relevantes serviços à Universidade”. A outorga do título Doutor “Honoris Causa” será certificada por diploma.

Ascom-Univasf-Renata Freitas

“Parlamentares que votarem para salvar Temer...

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Nacional

...vão pagar uma conta cara em 2018”, afirma Humberto.
thumbnail 37341302741 c8dbd0ca5d zCom a Câmara Federal prestes a votar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), o líder da Oposição, Humberto Costa (PT), disse que os parlamentares que votarem para  derrubar a segunda acusação da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente vão pagar uma conta muito alta. Temer é acusado de obstrução da Justiça e participação em organização criminosa que teria recebido ao menos R$ 587 milhões de propina.
"Temer é o presidente margem de erro. Segundo os últimos levantamentos, apenas 3% da população aprova a gestão. E nessa conta deve entrar a mulher dele, os filhos e todos os cargos comissionados do Palácio do Planalto. É o pior presidente da história deste país e quem quiser salvar a pele dele vai ter que se explicar para o eleitor no ano que vem", prevê o senador. 
Segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, cerca de 75% da população diz que não votará em nenhum deputado federal que defenda o arquivamento da segunda denúncia contra Temer. Outro dado importante é sobre a possibilidade de os eleitores votarem em um candidato a presidente apoiado por Michel Temer. De acordo com os dados, cerca de 75,8% disseram que não votariam e apenas 8,3% disseram que votariam, 13,8% responderam talvez, e 2,2% não opinaram. A pesquisa foi feita online entre os dias 30 de setembro e 3 de outubro com 2.160 brasileiros. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos. 
Para Humberto Costa, os números mostram que quem está do lado de Temer hoje irá pagar a conta no ano que vem. "Os brasileiros não concordam com este projeto que tomou o poder sem ter passado pelo crivo das urnas. Mas tenho certeza que, em 2018, os eleitores vão saber pesar isso na hora de votar. Em Pernambuco, temos quatro nomes que integram esse governo nefasto e tenho certeza que a população vai fazer valer o seu voto", afirmou. 
 

Natália Kozmhinsky 

Deputado Pastor quer obrigar rádios executarem músicas religiosas

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Nacional

radio1O deputado federal Pastor Franklin Lima (PP-MG) quer obrigar as rádios públicas a executarem, diariamente, música religiosas nacionais em suas programações. O Projeto de Lei propõe ainda multas diárias para a emissora, em caso de não cumprimento, e a suspensão da concessão por até 30 dias, no caso de reincidência.

No projeto, o parlamentar argumenta que o artigo 221 da Constituição Federal estabelece que a programação das emissoras de rádio e televisão do país devem devem "visar a promoção da cultura nacional e regional e estimular a produção independente que objetive sua divulgação" (inciso II), além do "respeito aos valores éticos e sociais da pessoa e da família" (inciso IV).

"Atualmente, as rádios públicas ignoram as músicas religiosas, passando somente as músicas mais populares em suas programações, deixando assim de contemplar aquelas pessoas religiosas, as quais não se sentem bem ouvindo outros tipos de músicas", defende o parlamentar, na proposição do projeto.

A Constituição Federal estabelece que o Brasil se configura como Estado laico e determina, em seu artigo 19, I, que é vedado à União, aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios "estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público."

Agencia Brasil Foto: Divulgação