Valmir diz que impeachment sem fundamento é golpe

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Notícias

O deputado federal Valmir Assunção FOTO Luiz Cruvinel 2 768x504O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) engrossou o coro contra a “tentativa de golpe da oposição com o processo de impeachment da presidente Dilma”, pediu debate direto com a população e defendeu a legitimidade do voto. Em pronunciamento na Câmara Federal na quarta-feira (30), Assunção convocou a população e os movimentos sociais a irem para as ruas, nesta quinta-feira (31), defender a democracia e fortalecer as trincheiras contra “os grupos conservadores e hegemônicos do país que querem tirar Dilma do governo. O que estão querendo fazer com a discussão do impeachment é romper a democracia. Dilma teve 54 milhões de votos e a Constituição garante que quem tem a maioria dos votos é legítimo para governar quatro anos. Quem quiser ganhar eleição, em 2018, que dispute e ganhe”.

Valmir ainda explica que só existe uma possibilidade de um presidente eleito não continuar no cargo: se, por acaso, cometer um crime de responsabilidade. “É esse o debate que temos nesta Casa e neste país. Todos nós sabemos que a presidente não cometeu nenhum crime de responsabilidade”. O parlamentar salienta que boa parte da população que vai às ruas fica se perguntando se esse impeachment é porque Dilma está envolvida na Operação Lava-Jato, ou se é por corrupção. “Não é nada disso, esse processo contra Dilma é porque ela assinou seis decretos de abertura de crédito e o Plano Safra, por causa da equação da dívida. É isso que os deputados estão questionando. É esse o debate que está com a presidente. É esse o debate sobre a questão do impeachment. Nós não podemos aceitar isso”.

Valmir contesta as manifestações raivosas e preconceituosas e critica os que querem a volta da ditadura militar. “Todos nós deputados federais estamos na Câmara porque a população votou e temos um mandato de quatro anos. Não podemos romper a democracia”. Para o petista, as manifestações que acontecem por todo o país, nesta quinta, vão novamente mobilizar a população. “Há pessoas que estarão em estado de vigília e que não gostam do PT, não gostam de Dilma, mas gostam e defendem a democracia brasileira. Tenho convicção de que nós, como parlamentares, temos que preservar a Constituição e ser guardiões da democracia, fortalecendo esse projeto importante para o país. Por isso, eu tenho convicção de que milhões de brasileiros estarão em Brasília e em outras capitais dizendo: Não vai ter golpe, vai ter luta!”.

Ascom do deputado Valmir Assunção/FOTO: Luiz Cruvinel

 

Obras do HGE 2 entram na fase final

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Notícias

DSC8171Com um centro cirúrgico moderno e bem equipado, além de uma das maiores Unidades de Terapia Intensiva (UTI) da Bahia, o novo prédio do Hospital Geral do Estado (HGE 2) está com as obras de construção quase prontas. O secretário estadual da Casa Civil, Bruno Dauster, visitou as instalações da nova unidade nesta quinta-feira (31), acompanhado do diretor-geral do HGE, André Luciano Andrade.


Localizado em Salvador, o hospital vai dispor de recursos humanos e tecnologia para prestar assistência de média e alta complexidade. São mais de 200 leitos disponíveis e o valor investido de aproximadamente R$ 56,3 milhões. 

Bruno Dauster destacou que o HGE 2 tem 40 leitos além de quatro de isolamento. Segundo ele, um dos principais diferenciais do hospital está no alto nível logístico e estrutural para realização de cirurgias. “São dez salas de cirurgia geral e mais uma específica para o atendimento a queimados”. 

O secretário também ressaltou a qualidade das instalações. “É um hospital completo e de excelência na estrutura e serviço, como o soteropolitano merece. O novo prédio funciona anexo ao atual HGE, aliviando o fluxo intenso de pacientes e garantindo, assim, uma melhora significativa no atendimento”. 
 

      Ascom - Casa Civil

O período chuvoso

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Notícias

O período chuvoso

 

 

 

Para a matéria A Notícia do ValeO período chuvoso do Sertão é justamente entre janeiro e abril. No entanto, as previsões para o primeiro quadrimestre de 2016 eram bem desanimadoras – segundo aApac, em documento emitido em 2015, a expectativa era de um ano ainda pior que 2015, quando a estiagem excedeu os 300 dias em alguns municípios e foi ampliado o prazo da pior seca em mais de 40 anos. A situação é semelhante em outras áreas do Sertão do Nordeste – na Bahia e no Piauí, pelo menos dez cidades mudaram o estado de emergência pela seca pelo status de emergência por conta das chuvas. 

 

 

De acordo com o meteorologista da Apac Roberto Pereira, o fenômeno que causou chuvas se aproxima do Sertão de Pernambuco, o que pode significar fortes precipitações. A probabilidade de granizo, no entanto, foi minimizada, uma vez que a formação vertical necessária para que se formem as pedras de gelo começou a se dissipar. 

 

 

De uma forma ou de outra, o cenário do Sertão começa a mudar. As chuvas trouxeram comemorações por parte da população. Jacqueline Rodrigues, por exemplo, fez um registro impressionante de um cenário no Sertão do São Francisco, contrapondo as realidades verificadas nos dias 18 de dezembro de 2015 e 18 de janeiro de 2016 e o contraste impressiona.

A imagem foi divulgada pelo grupo Caminhos do São Francisco, no Facebook. 

 

 

Um mês separa as duas fotos. Em janeiro de 2016, o sertão foi abençoado com chuvas e está assim: todo verde. A caatinga é um bioma exclusivamente brasileiro que se adapta aos períodos de longas secas. Dessa forma, as plantas se caracterizam por terem raízes praticamente na superfície do solo para absorver o máximo de água da chuva. Com 1 semana de chuva, a paisagem muda rapidamente. As árvores cobrem-se de folhas e os animais voltam a engordar.

 

Fonte: Caminhos do São Francisco

 

Fotos: Jacqueline Rodrigues

 

 

 

 

 

Velejador da Paraíba é campeões Brasileiro

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Notícias

Créditos Marcos Mendez 2Velejadores de São Paulo e Paraíba são campeões Brasileiros de Hobie Cat em Porto Belo

Com a melhora do tempo os veleiros do Brasileiro de Hobie Cat foram ao mar para disputa o título nacional. O campeão da categoria Hobie Cat 14 é o paraibano Fabio Espinar, seguido pelo catarinense Adam Max Mayerle e em terceiro Diego Monteiro da Paraíba. No Hobie Cat 16, o campeão foi  Bernardo Arndt representando São Paulo, em segundo, André Montenegro da Paraíba, em seguida Robert Bezerra do Ceará.

Neste ano o Brascat bateu recorde de inscritos. Ao todo, 63 barcos disputaram a competição nacional. Os velejadores foram divididos em duas categorias de barcos Hobie Cat 14 e 16. Além das regatas, no primeiro final de semana das competições, o Píer Municipal recebeu uma feira de Food Truck, artesanato e apresentações de músicos locais. E na área esportiva foram realizados evento de stand up padlle e regatas de canoa polinésia. No evento foram realizadas de 12 regatas, e para pontuação final, o atleta pode descartas duas regatas.

A competição é fruto de parceria entre Prefeitura de Porto Belo, por meio da Fundação de Esportes e Fundação de Turismo, Associação Brasileira da Classe Hobie Cat (ABCHC) e Confederação Brasileira de Vela (CBVela). 

 
Comunicação/Foto: Marcos Menez
 

Bebê é encontrado em lixeira com recado

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Notícias

Bebê é encontrado em lixeira com recado: 'seja a mãe que eu não posso ser'carta bebe t

Bebê foi encontrado por um rapaz que passava pela região e percebeu que o lixo estava se mexendo
Um bebê recém-nascido foi encontrado em uma lixeira em Niterói, no Rio de Janeiro na terça-feira (11).
Ao lado da criança, que ainda estava com partes do cordão umbilical, havia uma carta deixada pela mãe, pedindo para que uma mulher, identificada apenas por Angela, cuidasse do bebê. 
No bilhete, a mãe relata que não tinha condições de cuidar da menina, chamada apenas de "Maria", pede que não seja levada para um abrigo. O bebê foi encontrado por um rapaz que passava pela região e percebeu que o lixo estava se mexendo.
Ao se aproximar, viu que se tratava de uma recém-nascida. O homem pediu ajuda aos moradores que acionaram o Corpo de Bombeiros.
A pequena Maria foi encaminhada para o Hospital estadual Azevedo Lima, no Fonseca. De acordo com a unidade, a criança está em observação na Unidade de Tratamento Intensivo. 
Após receber alta, Maria deve ser encaminhada para o Conselho Tutelar. 
As informações são do jornal Extra.