Segurança hídrica baiana

Escrito por Luiz Washington . Publicado em Nacional

Segurança hídrica baiana é discutida na Codevasf em Brasília
 
ERICO CARDOSO Audiencia Publica Discute Seguranca Hidrica e Meio AmbienteOs projetos Canal do Sertão, Baixio de Irecê e o abastecimento de água para pequenas comunidades ribeirinhas do São Francisco estiveram em pauta ontem (2) em Brasília. Acompanhado pelo Vice-Governador e secretário do Planejamento, João Leão, o secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, apresentou os pleitos para o presidente da Codevasf, Felipe de Oliveira durante reunião, entre eles o aporte de recursos para conclusão do anteprojeto do Canal do Sertão, uma vez que o estudo de viabilidade técnica e ambiental já está finalizado.
 
Sobre o Canal do Sertão, ficou acordada uma nova agenda para a próxima quarta-feira (8) entre SIHS, Codevasf e o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para definição da transferência dos recursos. “Lutar para por esses investimentos significa trazer desenvolvimento para a Bahia”, afirmou o vice-governador João Leão. “Não vamos medir esforços para oferecer aos baianos uma vida próspera em termos econômicos e sociais, garantindo a segurança hídrica em nossa terra”.
A retomada da operação dos sistemas de abastecimento de água de comunidades ribeirinhas também foi analisada pela Codevasf. “Tratam-se de pequenas localidades a 15 km das margens do São Francisco completamente desabastecidas em função da paralisação dos sistemas”, explicou Cássio Peixoto. “Não podemos permitir que a população passe por esse tipo de necessidade estando tão próxima ao rio”, frisou.
 
Sobre o projeto Baixio de Irecê, o pleito da SIHS foi o início da ocupação das áreas empresariais do canal.  Como as obras do canal principal já estão prontas, a secretaria acredita que o desenvolvimento das atividades empresariais possa impulsionar a região, gerando emprego e renda para as localidades vizinhas.
 
Ao final do encontro o presidente da Codevasf se comprometeu em, dentro de 10 dias, avaliar as possibilidades de atendimento dos pleitos relacionados ao Baixio de Irecê e ao abastecimento de água em pequenas comunidades ribeirinhas do São Francisco.
 
Ascom SIHS/Foto: Divulgação
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar