Assassinado em Pau a Pique 2 irmãos

Publicado em Casa Nova

Pau aNo incio da manhã desta quinta-feira (22), um duplo homicidio foi registrado na localidade de Pau a Pique, municipio de Casa Nova. De acordo com informações, os dois irmãos foram assassinados a queima roupa na presença dos familiares. Ainda não se sabe o que motivou, nem a autoria do crime. Comenta-se que os mesmos eram envolvidos com coisas erradas...

O DHPP da 17ª COOPIN foi acionado prepostos do Instituto Medico Legal (IML), procederam com os afazeres de praxe. 

 

 

Casa Nova: 138 Anos de Emancipação Politica

Publicado em Casa Nova

DSC 0058Fotos de todo o evento no www.facebook.com/anoticia.dovale

Casa Nova amanheceu no dia 20 de junho com alvorada pelas ruas a partir das 5:00 horas, 7:00 horas – Corrida de Rua; 7:20 – Caminhada no Programa “Casa Nova em Movimento”; 8:30 – Hasteamento das Bandeiras; 9:00 horas apresentações de Taekwondo, poesia, fanfarras, bandas e aeróbica na Quadra Poliesportiva e às 10:00 horas mensagem do prefeito Wilker Torres.

Nesta terça-feira (20), o município de Casa Nova comemorou 138 anos de emancipação política e 41 anos da cidade nova. O prefeito Wilker Torres, aproveitou para celebrar a data com a escolha da Rainha e divulgação das atrações da tradicional Festa do Interior. Isso, depois de uma longa programação esportiva e cultural durante toda à manhã.

Durante a festa o público conheceu as rainhas e princesas, Brenda foi eleita Rainha, representando o distrito de Pau a Pique, Erlane Ribeiro de Santana do Sobrado foi eleita a primeira princesa e Tainá Andrade do Lago, foi eleita segunda princesa da festa. Maria Luiza foi eleita Miss Simpatia.

Com o tema ‘Riquezas da Terra’, a Festa do Interior, já é uma tradição do município e conta com grande público de toda a região, além da presença de familiares que vivem em outras regiões, mas retornam à cidade para participar da festividade.DSC 0280

A festa acontece entre os dias 07, 08 e 09 de julho. Veja as atrações:

Sexta feira:
Ana Costa
Ciel Rodrigues
Dorgival Dantas
Flavio Leandro

Sábado:
Chicana
Zefa de Zeca
Solange Almeida
Tagino Godin

Domingo:
Banda forrozão das antigas
Léo Santana
Tayrone
Leno
Ney Alves

E atrações locais.

 

Ascom/PMCN

Casa Nova sai na frente abrindo a discussão...

Publicado em Casa Nova

1 Prefeito Wlker e Secretaria de Saude...sobre situação da rede PEBA.

A Secretária de Saúde de Casa Nova, Maria de Lourdes Silva Santos, avaliou como positiva a audiência pública realizada no último dia 13, no SESC de Petrolina que discutiu a situação da Rede de Saúde Interestadual – PEBA: “Abrimos esta discussão, pois não é mais possível arcar com o ônus de todos os problemas que acontecem com nossos pacientes” – inicia Maria de Lourdes – “As falhas estão ao longo do processo. Começa no sub financiamento e termina no mal atendimento hospitalar. No meio, as prefeituras, prefeito e secretários de saúde é que sofrem o desgaste e a pressão dos usuários do sistema”.

Maria de Lourdes lembra que “quando o prefeito Wilker Torres nos incentivou a abrir publicamente esta discussão, de reformulação, de financiamento, de melhor atendimento e ampliação dos hospitais de referência”, a intenção era exatamente essa “mobilizar as secretarias de saúde dos dois estados, Bahia e Pernambuco, para que dessem uma resposta concreta aos problemas que vivenciamos”.

 “Interessante é notar que prefeitos, representantes da Rede, das unidades hospitalares e da Central de Regulação Interestadual de Leitos (Cril), falaram a mesma linguagem: cobraram mais financiamento, melhor atendimento e ampliação de unidades hospitalares, exatamente o que propomos. ” – Ressalta.

Na Audiência Pública, de acordo com Maria de Lourdes, ficou definido que as reuniões do Comitê Regional Interestadual (Crier) serão retomadas periodicamente, o regimento interno da rede também deve ser revisto, e serão realizados ajustes nos pontos que não estão funcionando como deveriam e foram criados dois Grupos de Trabalho que irão discutir os traumas ortopédicos e oftalmológicos.  

“Essas iniciativas são passos iniciais para melhorar a Rede PEBA, vital para a saúde pública de mais de 50 municípios da região.  Comemoramos a iniciativa e a disposição das secretarias estaduais de discutir, em conjunto e amplamente, com todos os interessados a situação da Rede PEBA. Continuar com está é que não pode! ” - Finaliza Maria de Lourdes.

Ascom/PMCN/Foto: Luiz Washington

20 de junho: Casa Nova completa 138 anos...

Publicado em Casa Nova

 

casa

...com programação esportiva e escolha da Rainha da Festa do Interior.

Completando nesta terça-feira, 20 de junho,138 anos de elevação à categoria de município e 41 anos de relocada em razão da criação do Lago de Sobradinho, Casa Nova, com 9.657 quilômetros quadrados, é um dos maiores municípios da Bahia em extensão territorial.

Possuindo o maior rebanho de caprinos e ovinos do Nordeste, com vinícolas que produzem vinho de qualidade internacional e parques eólicos, com áreas propícias ao turismo, como as Dunas do São Francisco, Casa Nova vivencia novos tempos, em razão das mudanças nas matrizes econômicas e integração regional.

Com a crise, que reduziu receitas, a prefeitura de Casa Nova, vai marcar este aniversário com programação esportiva e o Primeiro Circuito de Caminhada e Corrida de Rua, além da apresentação da Banda de fanfarras dos colégios da cidade e um show com o desfile e escolha da Rainha da Festa do Interior.  

A programação completa: 5:00 horas – Alvorada – Saindo da Quadra Poliesportiva; 7:00 horas – Corrida de Rua; 7:20 – Caminhada no Programa “Casa Nova em Movimento”; 8:30 – Hasteamento das bandeiras; 9:00 Horas apresentações de Taekwondo, poesia, fanfarras, bandas e aeróbica na Quadra Poliesportiva e às 10:00 horas mensagem do prefeito Wilker Torres.

A programação se encerra à noite, a partir das 19:00 horas, com desfile e escolha da Rainha da Festa do Interior, seguido de show com Zefa de Zeca e CINOB no Palco de Eventos.

Ascom/PMCN

 

Educadores debatem os desafios da Educação do Campo no Norte da Bahia

Publicado em Casa Nova

IMG 20170615 WA0071 1“Diante do atual cenário de crise política e avanço do conservadorismo, quais são os desafios que as escolas do MST possuem?”. Essa pergunta foi feita na abertura do 2º Encontro de Educadoras e Educadores da brigada Pau de Colher, que teve início nesta quinta-feira (15), em Casa Nova, no Norte da Bahia.

Cerca de 60 profissionais da educação que atuam nos assentamentos e acampamentos do MST na região participam do Encontro, que segue com uma programação repleta de debates até sexta-feira (16), com o objetivo de avançar no estudo teórico e prático sobre os desafios que estão colocados para educação do campo no Brasil.

O encontro tem discutido o atual momento político com foco nas dificuldades encontradas para se consolidar uma educação do campo de qualidade, sem perder de vista, um dos desafios que foi colocado para dentro do Movimento e tem sido reafirmado em diversos encontros: introduzir a temática da agroecologia na educação básica.

Ao trabalhar o tema da história da educação dentro do MST, Antônio Martins, da direção estadual do Movimento, disse que o modelo metodológico educacional aplicado pela organização dentro e fora dos assentamentos e acampamento, passou a ser utilizado em outros países, como na Bulgária.

“Hoje enfrentamentos muitos desafios frente ao processo de luta em defesa da Reforma Agrária Popular, por isso mesmo, precisamos entender o contexto que surge nossa luta e a partir disso, ampliar nossas reflexões para um horizonte revolucionário”, e continuou, “nossas experiências são referências mundo a fora e, mais uma vez, precisamos estar a postos para sermos educadores que puxam as lutas e fazem do estudo uma ferramenta de emancipação e conscientização da classe trabalhadora”.

Nossa história

Com base no processo de construção da luta pela terra na região onde a brigada está localizada, o encontro contou com a participação do escritor Marcos Damasceno, que escreveu o livro “Guerra do Pau de Colher”.

A participação de Marcos contribuiu na construção de reflexões sobre o território e como o cenário nacional impacta diretamente no contexto local. Para ele, a realização do resgate da história da guerra “Pau de Colher”, que ocorreu no município de Casa Nova, é importante para se perceber o avanço da luta coletiva na região.

Para o setor de educação do MST, a história dos sujeitos é a base para se pensar os processos educativos, desde o cenário local ao nacional, por isso, é importante conhecer a história do território e incidir politicamente enquanto movimento social.

Projeções

Com mística, animação e atividades culturais, o Encontro de educadores pretende ser uma ponte que projete as lutas em defesa da educação do campo no norte do estado, através de uma ampla articulação campo e cidade para fortalecer a Reforma Agrária e pautar a construção de uma educação popular.

 

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia